Falam-se línguas (translate)

sexta-feira, 16 de maio de 2014

Bio Palmier

Depois da minha mais recente experiência rural-chic na zona Saloia converti-me finalmente às maravilhas dos produtos bio. E vocês, minhas palmieretes, vão converter-se também.
Não pensem que é tarefa simples. para que um produto tenha a chancela Bio Palmier tem de preencher rigorosíssimos requisitos. Desengane-se quem está a pensar apenas em quintas longínquas, onde a poluição não chega e todos os produtos são cultivados de acordo com os métodos tradicionais, sem recurso a qualquer espécie de químicos. É também necessário que sejam um produto urbano, tal como eu. Sim, é difícil eu sei, mas existe. 
Ontem ao fim da tarde lancei-me no meu  Imperial Blue Brilliant de mudanças automáticas, prego a fundo em direcção à Cosy Charming Chic Cottage de querido Papa para trazer até vós esse símbolo da urbanidade portuguesa. A alface. Pessoa urbana que é pessoa urbana é alfacinha, não há qualquer espécie de discussão.
Vejam Palmieretes adoradas, o que é um kilo de alface biológica, plantada por Papa, não vá dar-se o caso de sua adorada neta pensar que as alfaces vêm do Supercor.
Ridículo? Como assim, fotografar a minha filha com a cara tapada com uma alface de um kilo é ridículo? Já nem vou dormir. 
Por causa das críticas? não! Quero lá saber é das críticas! Na verdade não vou dormir porque tenho uma tarefa importantíssima em mãos. Tirar as fotografias mais ridículas que conseguir. A todo o momento aparecem na bloga fotos ridículas e eu quero estar preparada para também poder ter algumas no meu blog.

88 comentários:

  1. O Papa Francisco planta alfaces????!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alfaces bentas. Depois da água benta, o novo must-have é a alface benta.

      Eliminar
  2. AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

    Olha, porque não te juntas ao outro e vão juntos a um Workshop de fotografia?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Kéque tem? A garota mexeu-se, foi o melhor que consegui.

      Eliminar
  3. Olha, olha, também usas pobre Mironinho para as tuas lócuras! As crianças, inocentes, usadas desta maneira para satisfazer os vossos caprichos, para alimentar a vossa sede de blogosucesso...
    (A miúda percebeu alguma coisa?)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não. Vinha toda contente com o avô, a mostar a alface gigante e eu mandeia parar para lhe tirar uma foto. Tirei e ela foi à vidinha, brincar...

      Eliminar
  4. Mirone15 de Maio de 2014 às 21:04
    S*, tantos anos de blog e ainda te preocupas? Os anónimos vão e vêm, o teu blog continua. Não ligues. Vai passear pela bloga que logo te animas

    S*16 de Maio de 2014 às 09:01
    Mirone, dica perfeita. ;)

    Não, Mirone, foi só uma tentativa patética de imitar o post da Sexinho de 4ªF e o da NM de 5ªF, que também pespegaram nos seus blogues com prints das respectivas caixas de comentários.

    O que é triste e desmotivador na Blogo é esta falta de ideias, esta imitação que vocês andam todas a fazer umas das outras, todas se copiam, todas dizem o mesmo sobre os mesmos assuntos, e, nas caixas de comentários, todas dizem amém umas às outras, ui, Meu Deus, se eu alguma vez tinha coragem de contrariar a Palmier, a Picante, a NM, a Sexinho, a S*, a Mirone, a ...

    Até a Xaxia que tinha um bom blogue, entrou por este registo. Mas o que mais me surpreende é chamarem wannabe às que não fazem parte desta pandilha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não percebo porque acham que não faz mal contrariarem a Filipa...

      Eliminar
    2. A S* imitou a Sexinho e a NM? E vem dizer-me isso a mim? Quer que lhe dê o recado, como deixei aqui o apelo do Macacão à Cutxi? Caramba, se era isso, podia dizer anónimo, não tenha medo que não faço mal a ninguém.

      Quem lhe disse que não posso ser contrariada? Já experimentou? Isto é como dizia a outra senhora, "não negue à partida uma ciência que desconhece". Pode contrariar-me à vontade anónimo, a sua opinião é sempre valorizada.
      Volte sempre.

      Eliminar
    3. A propósito da imitação. Não sei é o anónimo a quem no outro dia disse que estava disposta a enviar-lhe os posts para pré-aprovação antes de serem publicados. Estou a falar a sério, se me enviar um endereço de e.mail posso enviar-lhe os próximos dois posts que vou escrever. Num vou tentar caricaturar a xaxia, noutro será a NM a visada.

      Eliminar
    4. Naõ sei se é*, esqueci-me do se.

      Eliminar
    5. Filipa, com os teus cachinhos dourados? Claro que podes ser contrariada... já eu, com cabelo palha d'aço, nem se atrevam. Acho que o segredo está no acbelo, uma coisa bíblica, como Sansão...

      Eliminar
    6. Não, não fui eu que lhe disse tal coisa, não sei de que fala, obrigada, mas escusa de me enviar o que quer que seja, o blogue é seu, esteja à vontade para publicar o que lhe aprouver.

      O que eu escrevi acima não era para a S*, era mesmo para si. Era em resposta ao comentário que deixou no blogue dele, mas era dirigido a si. Como ela não o publicou (está no direito dela, claro), vim dizer-lho aqui. Note que, depois de citar o seu diálogo com a S*, para contextualizar o que ia dizer a seguir, note que, dizia eu, me dirigi a si.

      E não leu bem ou não quis ler. A questão não é se pode ou não ser contrariada, é se se atreve ou não a contrariar o que dizem as Deuso-bloggers que venera e de que a Mirone é apenas uma wannabe. Porque, entre vocês, só vejo aprovação aos posts das outras, sejam eles de que tipo forem, digam o que disserem, o que leva a supor que é mesmo graxa (é muito estranho que estejam sempre, sempre de acordo, é que não é mesmo possível).

      Por outro lado, em relação ao que quer que seja que digam as bloggers que criticam, estão sempre, sempre de acordo que é a maior miséria que alguém poderia escrever/fazer.

      Criticam as massas que seguem esses blogues criticados, mas o que me faz mais confusão é que, entre vocês, são iguaizinhas. Caramba, então afinal criticam o quê?

      Eliminar
    7. Não li bem, não sabia que tinha ido fazer um comentário no blog da S* e que ela não o publicou.
      Na verdade, agora que sei que o comentário me é dirigido, peço-lhe só que me diga, com excepção dos três últimos posts em que brinco com a Filipa, a Sexinho, Palmier e a Picante, onde é que eu copio outras bloggers. Gosto muito de ler aqueles blogs, mas daí a venerá-las já vai uma grande distância. Quanto a ser uma wannabe das mesmas, lamento que seja essa a ideia com que ficou, mas está no seu direito, eu também tenho a minha opinião sobre outros bloggers, opinião que fui formando ao longo dos tempos, com base no que li e vi, mas que admito possa estar errada ou distorcida. Não sei porque ficou com essa ideia, arriscaria dizer que simplesmente não leu o meu blog, se o lesse veria que não tem rigorsamente nada a ver com os outros blogs aqui referidos. Não sou wannabe de ninguém. Em primeiro lugar porque efectivamente não quero, em segundo lugar porque mesmo que o quisesse não teria talento para o fazer. Não tenho a irreverência nem a genialidade da Palmier, nem tenho o talento para a escrita sarcástica e irónica da Picante.
      Repito, se ler o meu blog há-de perceber que é um blog medíocre, aborrecido, pequenino, sem assunto, com poucos leitores e visulizações (o contador de visitas está aí ao lado. O blog fará 1 ano em Junho, faça as contas e veja a diminuta dimensaão que tem). Escrevo mal, dou erros, não sei pontuar... tem tanto por onde pegar anónimo, não me venha dizer que copio ou que quero imitar. Não me queira dar uma importância que não tenho. Sou insignificante na blogosfera, tenho noção disso e é assim que pretendo manter-me.
      Da Palmier não me lembro de ter discordado, mas da Picante já discordei muitas vezes e disse-o no blog. Eu sei que seria injusto pedir-lhe que lesse o blog da Picante de uma ponta à outra de junho do ano passado 8quando criei o Mirone) até ao presente, mas se o fizesse perceberia que já discordámos muitas vezes.
      Tenho sempre muito gosto em falar com os anónimos e ouvir o que pensam sobre mim e o seu caso não é excepção. A sério que valorizo o que pensa e a minha caixa de comentários está e estará sempre aberta a quem queira discutir ideias com elevação, como o anónimo fez. Afinal, é a falar que nos entendemos.

      Eliminar
    8. Essa sra que largue o vinho e que vá já para os bancos da escola.

      Eliminar
    9. Qual senhora? Acredite se quiser, mas ninguém me convence de que a Picante não é um homem que criou aquela personagem simplesmente para ver as anónimas como baratas tontas a tentar descobrir quem é. Posso estar enganada. Mas preferia que não continuassemos a falar de outras bloggers aqui, se não se importar. Já o disse a um anónimo e não quereia que me viessem dizer que tenho dois pesos e duas medidas, que deixo uns anónimos falar de outros bloggers e que outros não deixo.

      Eliminar
    10. Gostei da sua resposta, digo-lho com sinceridade. Só não acho bem que desvalorize continuamente o seu blogue, acho que o faz demasiadas vezes e não lhe fica bem. É só a minha opinião, claro.

      Mas a Mirone é sempre tão correcta e responde-me sempre com tanta elegância que, acredite, custa-me mesmo vê-la repetidamente aos saltinhos nos hate-blogues. A Mirone (e mais uma ou duas - já disse o mesmo à Izzie e penso o mesmo da Xaxia), são melhores do que aquilo, ganhavam mais se não fossem lá bater palminhas.

      Naturalmente que na parte da imitação estava a referir-me à S*, pelas razões que já deixei acima. Não digo que a Mirone o faça, não costumo ler o seu blogue, confesso, mas a tendência para aplaudir sem limites o fel que as outras destilam (ou, como foi o caso, ir lá consolar a S* naquilo que foi só e apenas um "eu também tenho que fazer um post destes, não me vou deixar ficar para trás) é lamentável. Só isso.

      Acredite que tenho muito boa impressão de si e acho mesmo que só perde em esforçar-se tanto por ser "cá da malta". Da malta errada.


      Obrigada pela elegância da sua resposta.

      Eliminar
    11. (Só para esclarecer, sou a Anónima das 12:24, 13:42 e 14:33 e NÃO o das 14:20 e quando escrevi o meu comentário das 14:33 ainda não tinha visto nem o comentário desse anónimo nem a sua resposta. Aliás, se tivesse visto, teria partido do principio que o Anónimo se referia a mim e ao que eu disse não à Picante, embora ela seja muitas vezes atacada por causa do vinho.)

      Eliminar
    12. Eu não me referia à Picante! Onde foram buscar isso?????????
      Referia-me ao anónimo que comentou antes de mim

      Eliminar
    13. Vocês matam-me. Inventem um nick, identifiquem-se pela hora, que esta cabecinha não dá para tudo.

      Eliminar
    14. Mirone, sou a anónima que disse que a "sra" (não a Mirone!!!) deixasse o vinho. NUnca me referi a ninguém a não ser à pessoa que escrever antes de mim.

      Mas, se me permite, está a deixar-se levar na conversa de uma pessoa desocupadíssima e quiçá doente. Não é normal vir aqui deixar testamentos só porque comentou no blog da S* e aproveita para chamar à baila outras bloggers

      Eliminar
    15. Olha que caraças... então não me veneras?!

      ( 'tás lixada comigo, ovisteS?!)

      Eliminar
    16. Anónima das 14.33, desculpe a confusão, para a próxima invente um nome, assine Maria ou outro nome qualquer, só para eu a identificar.
      garanto-lhe que não me desvalorizo ou deprecio no blog. Nos textos dos posts penso que não o faço, não sei, tenho de os reler melhor. Nas caixas de comentários aí sim, sou a primeira a reconhecer os meus erros, sobretudo as falhas na escrita. quanto à dimensão do blog, tem a que tem, não sou eu que o desvalorizo, as estatísticas estão aí para o mostar. E digo-lhe do coração, não me incomoda rigorosamente nada. Não vivo do blog ou para o blog, não quero estar preocupada com moderação de comentários - teria de o fazer se o blog tivesse uma maior dimensão, não poderia correr o risco de ver a caixa de comentários invadoda por toda a espécie de "psicopatas", não quero estar preocupada em agradar a A ou B, em chocar Cou D. não quero, não sou assim. O blog é uma distração e visito outros também para me distrair e, se possível, rir um bocado.Para desgraças bastam aquelas com que tenho de lidar no meu trabalho.
      Vá lá, tenha paciência, deixe-me fazer mais uns posts sobre as bloggers de que gosto, que já volto ao registo chatinho do costume. gosto de a ter por cá.
      Boa tarde.

      Eliminar
    17. Anónima das 14:58, quando comentam como anónimo não tenho como vos distinguir, tampouco saber se saõ senhoras ou senhores. Realmente excedi-me ao deixar tyrazer para a conversa outros bloggers, mas abe como sou gosto sempre de deixar uma palavra a quem me comenta. Se se deram ao trabalho de me comentar, é de esperar que lhes devolva atenção.

      Agora vamos ao que interessa, o post. Gostaram, não gostaram, acham que apanhei os traços loucos da Palmier?
      E a alface, que prodígio, hein?

      Eliminar
    18. Eu só venho aqui dizer uma coisa e já me vou embora que não quero aborrecer ninguém... Eu tenho a blogo-certeza que a Mais Picante é casada com o Mais Salgado e por isso não pode ser homem. A menos que... :DDDDD

      Eliminar
    19. És tão doente! Não se insinuam essas coisas.
      Só dei a minha opinião e por causa disso já um anónimo lhe foi fazer queixinhas... eu gosto de ler a blog da Picante, mas não faço ideia de quem é. E pela reacção de algumas D. Joaquinas que ela tem lá, fico com a sensação que aquilo foi a invenção de um homem para lhes "moer os miolos". Há homens que se divertem a "moer os miolos" às mulheres.

      Eliminar
    20. Não acho... É retorcida demais para ser gajo... A sério... É mulher... Só pode ser mulher! Já aquilo de pesar 55 kg...

      Eliminar
    21. NM, gosto muito de ti, mas não vou cometer o erro que cometi com as anónimas e não vou permitir que se venha para o meu blog falar da Picante.

      Eliminar
    22. Pronto, pronto... (E agora vou falar mal da Picante para onde?) :DDDDDDD

      Eliminar
    23. Para o meu não que eu cá respeito muito o próximo, não falo mal de ninguém e o resto das merdas.

      Eliminar
    24. Se não é para me virem dizer que está muito engraçado, ahahahaha, podem muito bem desamparar-me a loja. Não tenho sorte nenhuma!

      Eliminar
    25. Ui... No meu é que não falo mesmo que ela vezes vai lá e se lê alguma coisa que não lhe vai bem... Ui... corta-me às postas fininhas e atira-me aos blogo-cães...

      Eliminar
    26. Tens medo dela/e? Daqui a pouco também te dizem que és uma wannabe.
      Por acaso faz-me confusão. Se eu quisesse "visibilidade" ia para a Pipoca Mais doce ou para o Arrumadinho. Esses sim saõ vistos por milhares. Deixem-me estar aqui no meu cantinho, feita mirone, de binóculos em punho, atrás das dunas, a gozar o prato.

      Eliminar
    27. UI... Isso é que não... Dizerem-me isso era coisa para me levar ao blogo-suicídio...

      Eliminar
    28. Se eu tivesse que apostar em alguma coisa, também diria que são casados. Até escrevi um post sobre isso, mas era demasiado subtil, e voceses, desmioladas como são, nem perceberam. Estou contigo NM. Quanto ao post está muito giro, se bem que imitar a Palmier é como ir para os concursos de talento imitar a Amália.
      A Mais Picante não nos corta às postas, antes disso cometemos blogosuicidio colectivo.
      É aproveitar, que ela está com um assunto em mãos complicado. Parece que aquilo com o marido não vai bem...
      :DDDD

      Eliminar
    29. Foi uma caricatura, não foi bem uma imitação...eu achei a caricatura muitíssimo divertida. Bem mironizada.

      Eliminar
    30. A sério Xaxia, isto de imitar/copiar não é pêra doce. Fico mesmo com essa sensação, a de ir a um concurso de talentos imitar uma estrela... espero não ter aqui nenhum comentador a falar em vergonha alheia, que é o que eu sinto quando vejo alguns desses concursos. "Amiga, isto dos blogs é só, para nos divertir, e ainda bem".

      Eliminar
    31. Era a intenção anónimo. Muito obrigada.

      Eliminar
    32. faltou a vírgula depois de intenção...

      Eliminar
    33. Deixe lá a vírgula, que isto não é nenhuma prova, é só para divertir.

      Eliminar
    34. Eu vim só aqui dizer que agora não tenho tempo, mas já darei atenção a este magnífico post e comentários.

      Eliminar
    35. xaxia, xaxia... Lembro-me como se fosse hoje... era o do sonho, não era? Do Gin e de espreitar os tontos que faziam posts aos dias de descanso, não foi? Eu não durmo Xaxia, eu não durmo.... (Mas às vezes às 5h da manhã dá-me mau jeito comentar só com uma mão... :DDD)

      Eliminar
    36. Ai NM, essa coisa da amamentação está a prejudicar a a tua blogocarreira.,,

      Eliminar
    37. Pretendes que faça um post sobre a amamentação NM? Penso que a bloga não precisa de mais nenhuma opinião. sabemos bem qual a doutrina predominate e o destino dado a quem não a subscrever. :DDDDDDDDDDD

      Eliminar
    38. Eu só vinha aqui dizer, e vou-me já embora, que não deixa de ser curioso que, quando se fala de vinho, a primeira coisa que vem à cabeça da Mirone é a Picante. O que, parecendo que não, diz muito sobre ela (ela, a Picante, claro).

      Eliminar
    39. Se estavamos a falar da Picante é natural que pensasse que era a ela que se referiam. além disso, leitora assídua que sou dauele blog, não seria a primeira vez que um anónimo a acusa de beber.

      Eliminar
    40. (não resisto)
      Eu não corto ninguém às blogo-postas fininhas, caramba... isso é a Filipa das asneiras. Agora têm medo de mim? É?
      Só se for por causa do meu blogo-marido, desenganem-se que ele não me leva a Paris, mala feita e tudo... isso das viagens surpresas é só para o blog. Todos iguais, é o que é.

      Eliminar
    41. (Deves querer festa, só pode)

      Eu há muito que deixei de ser a Filipa das Asneiras, ó coisinha.
      Sou a dos cachinhos e fica-te mal vires desapreciar quem não está presente, por mor de um estudo agressivo, em blog alheio.

      Sinceramente, não esperava isso de ti, Picante.

      Eliminar
    42. ahahahahahahahahahahahahahahahahahah

      Filipa, meu anjo de cachinhos louros...

      (bom estudo.....)

      Eliminar
    43. Oh Filipa, posso morrer feliz. Uma alminha asneirenta converteu-se ao tento na língua.

      Eliminar
  5. Ahahahahahahahahahahahahahahahahhaahahahahhahahaahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahaahhahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahhahahahahahhahahahahahhahahahahahahahahahha

    Caramba Mirone, é BRIO! bRio, ok?! Tens de saber aproveitar as oportunidades, ok?! E não tem um quilo, tem 10, ok?! 10! E Papá não planta alfaces, manda plantar, ok?! Papá olha para uma planície e diz: Ambrósio... apetece-me alfaces! E o Ambrósio, no seu fatinho preto, camisa preta e gravata de terylene, cor pérola - modelo slim, avança pelos campos, sob o sol abrasador, para lhe fazer a vontade!

    (não tarda tens aqui a anónima defensora da natureza a acusar-te de maus-tratos aos direitos de privacidade e devassa da vida da... alface!) :DDDDDDDDDDDDD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Slim", que Ambrósio paneleiro o teu, ó regabofe.
      (desculpinhas pelo deslize, sim, MironeS?)

      Eliminar
    2. Palmier, desculpa... estou desgraçada, contrariei-te. Ajudem-me. SOS, Mayday!

      Eliminar
    3. Essa do slim eu também achei um bocado abichanada…
      (estás a ver Filipa, é assim que se fala no blog da Mirone)

      Eliminar
    4. Menos Sexinho, preferia que te referisses à gravata com uma tanto ou quanto efeminada.

      Eliminar
    5. E porque não? Parece-me bem mais correcto.

      Eliminar
    6. Seja!
      Reformulo: "Essa do slim eu também achei um bocado adamada…"
      (põe os olhos nisto Filipa)
      :DD

      Eliminar
  6. Respostas
    1. Nada disso, é mesmo do quintal do meu pai, que desde que as netas nasceram fez questão de volta e meia plantar com elas alfaces, tomateiros, morangos para as miúdas poderem brincar às hortinhas. Até uma capoeira com galinhas mandou fazer.

      Eliminar
  7. Mirone, acho os seus posts e comentários sempre muito engraçados e oportunos e também me incomodo por a ver subestimar frequentemente o que faz. O post Gracinha e este (que foram os únicos que li no género) são bem saborosos. A Picante achou muita graça e a Palmier, como era de esperar , arranjou maneira de chamar o Ambrosio...Sou grande leitora do seu blog e uma vez comentei que achava o nome muitíssimo divertido.
    Viva a Mirone.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónima das 16.08
      ( suite) Como seria de esperar pelo nome do Blog, o seu apuramento de visão, neste caso para os detalhes nas caricaturas, é notável. Voltei a ler o post de cima e ri-me deliciada com a sequencia de ironias. Muito , muito bom. Viva a Mirone(bis)

      Eliminar
    2. Pois eu acho que entre a Mirone e um saco cheio de escorpiões ela com a s palavrinhas de anjo é uma harpia mais letal.

      Eliminar
    3. Acha mesmo?
      Acha que se me queixar das birras da minha filha, se contar que fui multada por não ter tirado o "ticket" de estacionamento, se falar de um bolo que ficou colado à forma, se disser que não gosto de ver rabos a sair de calças de cintura descaída estou a ferir alguém de morte? Foi por ter dito em tempos que defendo a co-adopção por gays? Já sei, é porque caricaturei a Palmier e a Picante. Que coisa vil, de gente sem escrúpulos! Não percebi que as visadas se ofendessem, mas talvez seja a minha insensibilidade de harpia a falar.

      Convido-o a si, como já convidei outros comentadores, a mostrarem-me onde fui mal intencionada e baixa, neste ou noutro blog, com o intuito de atacar pessoalmente alguém ou a sua família.

      Este blog é uma mera distração, anónimo. Tenho uma profissão e uma vida para lá dele. Não procuro qualquer tipo de promoção ou de visibilidade. Não quero, não preciso. Se quisesse, se precisasse, seria tão fácil. Comentaria nos blogs com milhares de seguidores e visitas, mas não o faço, tirando o Pipoco Mais Salgado, blog que ora comento diariamente, ora estou meses sem comentar, comento três ou quatro blogs, com muito menor número de visitas ou seguidores. Se quisesse reconhecimento e fãs provavelmente faria mais posts sobre a minha filha, afinal, é uma miúda amorosa e tem roupas encantadoras. Podia mostrar fotografias de algumas viagens que faço, falaria sobre as férias, falaria de hotéis confortáveis onde fiquei hospedada. Não perco a cabeça com roupas para mim, mas tenho algumas carteiras ou relógios que custaram mais do que o que uma pessoa que trabalha o mês inteiro ganha. Mostraria fotografias das carteiras e dos relógios, as fãs diriam que sim, que são um sonho. Eventualmente, mostraria uma ou outra refeição que faço (não sou grande doceira, mas nem todos os bolos ficam colados à forma) e em restaurantes onde estive. Teria fotografias à beira mar, não me recordo de ter estado mais de dez dias sem o ver. De quando em vez faria um post mais sério, mostraria o meu bom coração, as minhas preocupações com a injustiça, abordaria, apaixonada, um qualquer tema que me fizesse vibrar ou que puxasse à lágrima, a minha e a dos leitores. Escreveria cartas lindas ao meu marido e à minha filha, são tantos os motivos que tenho para o fazer. Escreveria frases inspiradoras, partilharia com os leitores momentos de felicidade. Falaria do exercício físico que comecei a fazer, falaria do quão libertador é, do orgulho que tenho por conseguir atingir uma meta que tracei. Poderia escrever sobre tudo isso e muito mais. Contaria a familiares e amigos que tenho este blog, pediria que me seguissem, partilharia no facebook os posts que escrevo. escreveria sobre o voluntariado que faço semanalmente numa instituição que acolhe doentes e idosos de parcos recursos financeiros, ou nas noites que passei a distribuir sopas e sandes aos sem-abrigo. Falaria do problema chato com que a minha filha nasceu, faria um diário, partilharia o meu dia-a-dia na batalha que ainda não sei se está ganha, a ansiedade com que vivo os dias que antecedem cada consulta, do medo que tenho que no próximo dia 17 de Junho me digam que correu tudo mal, que nada do que se fez nestes quase 5 anos resultou, e teria o apoio de milhares de mães que como eu sofrem pelos filhos.
      Tenho "material" que chegue para fazer um blog de "sucesso", garanto-lhe. Mas não o faço, não quero fazer. Sei que teria, seguramente, muito mais do que as 600 visualizações diárias que tenho. E, repare, não me iludo, sei que mesmo este número está inflacionado, metade não são visualização de artigos. Duvido que mais de 50 pessoas leiam o que escrevo. Pessoas que não me conhecem, não sabem onde vivo ou o que faço. Algumas gostam do que lêem, outras nem por isso. Umas simpatizam comigo, outras acham que sou uma harpia. (cont.)

      Eliminar
    4. (cont.)
      A vida é resultado das opções que fizemos. Eu escolhi criar um nick e um blog - que vale o que vale - para dizer o que penso e aceito as consequências que daí advêm. E a consequência é, entre outras, haver quem não goste do que escrevo. Se fosse verdadeiramente dissimulada e falsa poderia comentar como anónima. É tão fácil, basta fazer logout. Sim, se quisesse podia fazê-lo e insultaria tudo e todos, chamaria ressabiado a quem não concordasse comigo, seriam ridículos, pedantes ou invejosos aqueles que me contrariassem. Mandava-os para o caralho e a puta que os pariu, desejaria que fechassem a boca suja de onde só sai merda. Seria ordinária até não mais, atacaria os mais frágeis, aqueles que soubesse que não podem defender-se, fossem bloggers fossem meros leitores. Os outros bloggers seriam todos convencidos, ridículos e burros, das suas bocas não sairia senão diarreia. Eu teria sempre razão e seria o cúmulo da inteligência, sensatez e humor. Vê? Se quiser sei ser pequenina, baixa, reles, venenosa, letal.

      O anónimo considera-me uma harpia porque me divirto a ler blogs que satirizam os grandes, que brincam com os donos da razão, que por vezes lhe mostram que não será sempre assim, que não têm sempre razão. É a sua opinião. Formulou-a de acordo com aquilo que leu aqui e noutros blogs. Até dou de barato que seja essa a imagem que passo. Mas sei que não é essa pessoa que sou. Não tenho setenta e dois anos de blogs como o talentosíssimo Pipoco Mais Salgado, mas subscrevo inteiramente a suas palavras, "As coisas são como são e isto são só blogues".
      Bom sábado.

      Eliminar
    5. Então o quê? Assim sempre têm qualquer coisa palpável para me atacar.
      Mas a esta hora já deve ter adormecido, tão cedo não volta.

      Eliminar
    6. Para a próxima, não se canse a escrever uma resposta tão longa para quem na verdade só merece ler mesmo isto: "Mandava-os para o caralho e a puta que os pariu, desejaria que fechassem a boca suja de onde só sai merda." Bem sei que não diz palavrões, Mirone, (e o quanto a admiro por isso), mas acredite que eles, tem vezes, em que eles são capazes de fazer maravilhas por si :)

      Eliminar
    7. Não me canso, calha bem. Eu até gosto de escrever. :D

      Eliminar
  8. Que grande alfaceirada esta, mas com muito rigor e frontalidade, não vá alguém ficar frisado ou dar em icebergue .
    Não si porquê, lembrou-me mais o "Tou chimmm? ...É para MIM!!" Do que o Ambrósio, mas isso sou só eu e o meu arsénico e rendas velhas.
    BFS

    ResponderEliminar
  9. As harpias ainda não se visitaram hoje? é muito estranho.
    Vamos lá a andar que o Bruno ainda está vivo.

    ResponderEliminar
  10. Coitada da Palmier! Foi apanhada no fogo cruzado da bandalheira em que a blogoesfera foi transformada e perdeu o protagonismo que lhe era devido no post que lhe foi dedicado e que as outras visadas mereceram...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Inexperência minha. Vou tentar afinar a mira.

      Eliminar
  11. Bom, eu vinha aqui comentar mas isto está demasiado esquizofrênico e sério, nem sei bem, e na verdade deveria era servir para nos divertirmos.
    (Foi uma pena que os comentários se tivessem desviado tanto, o post está bem giro Mirone, boa caricatura)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora, Picante, sabe bem que quando se junta a fome à vontade de comer qualquer desvio é justificável. Foi assim que nasceu o famosíssimo Guia Michelin. Vou encarar esses comentários como estrelas Michelin, aquela que atestam que determinada viagem se justifica para provar prato ou iguaria.
      Por falar em diversão, apetecia-me mesmo era ir divertir-me com um pratinho de ameijoas.

      Eliminar
    2. Com essa do Michelin é que me arrumou !!! Que fôlego, ainda conseguir essa graça depois de tanto esforço sério. Será que as harpias merecem o seu trabalho, e as suas justificações ?
      E acabo, com uma das frases que têm anátema, "estou totalmente de acordo com a Mais Picante" em 12.34

      Eliminar
  12. Tanto querias ser como as tuas amigas, agora toma.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A que amigas se está a referir?
      Às que tenho desde os tempos de escola, aquelas que são visita cá de casa, as que sabem quando faço anos, as que tratam os meus pais como tios e que para eles são como sobrinhas? As que sabem qual é o meu prato favorito, o perfume que uso, os livros que gosto de ler e a música que gosto de ouvir? Aquelas que estiveram comigo nos bons e nos maus momentos? As que dançaram comigo até não aguentarmos as dores nas pernas? As amigas que alinhavam comigo em sessões duplas no Monumental depois de cada exame da faculdade. As que ficam com a minha filha se os meus pais ou sogros não puderem ficar? Aquelas para quem tenho sempre Coca-Cola no frigorífico, mesmo detestando bebidas com gás? As que se metiam num avião comigo para ir ver o Morrissey a Frankfurt, a Kolónia e a Paris? Ou as que foram as Manchester ver Stone Roses, mesmo sabendo que 15 dias depois actuariam em Portugal? Aquelas que não têm vergonha de me pedir um himan piroso para o frigorífico e que me oferecem um de cada vez que viajam? Aquelas por quem apanhei um avião para a China para as consolar de um desgosto amoroso? As que sabem que me podem telefonar a desoras? As que guardo para mim e faço questão de não as trazer para o blog? As que não apregoo? Se é a essas amigas que se refere, sim, quero muito ser como elas. Essas são as minhas amigas.

      Eliminar
    2. íman, sem h - nesse caso não seria piroso, seria nojento.

      Eliminar
    3. ahhahahahhahhahahhahahhahahhahhahhahhahahhahahahhahahahhahahahhahahahhaha

      Essa do hímen deu cabo de mim ahahahhah

      Eliminar
    4. Também a mim! ainda me ri um bom bocado quando vi o que tinha escrito. Imaginem que imagem do demo, um frigorífico cheio de hímans. Que nojooooooooooooooooooooooo!

      Eliminar
  13. Justifica-se com narrativas daqui até à China e nem repara como cada vez se enterra mais. Porque só se desculpa como a mirone as pessoas culpadas.
    É o que acontece com quem anda com más companhias como a Malagueta e a ama do Ambrósio, ou a querida Mironazita não sabe o ditado que diz que acompanhas com os bons és como eles, acompanhas com os maus és piores do que eles.
    Eu não tenho nada com a sua vida porque se fosse sua amiga aconselhava-a a mandar a Malagueta e a Palmierrota para a outra banda e dedicava-me com muita força para ser uma Salgadete à séria.

    ResponderEliminar