Falam-se línguas (translate)

segunda-feira, 30 de junho de 2014

Por outro lado

Podia dar uma de diva enfadada e queixar-me de como odeio fazer malas, que às segundas-feiras de manhã o aeroporto de Lisboa parece o terminal de autocarros de Alguidares do Brejo, só faltam as cestas com galinhas, que "executiva" é o nome simpático para câmara de execução (que cheiro, meu Deus, que cheiro).
Mas a verdade é que fazer malas para férias é sempre um prazer, Alguidares do Brejo não tem terminal de autocarros, tem uma paragem onde passam duas carreiras por dia, tenho voo a meio da tarde, em distâncias curtas não me faz mossa nenhuma voar em turística e, se tudo correr bem, desta vez calha-me um lugar ao lado de um passageiro limpinho. 
Quanto a voar em turística ou em executiva, estou a meio de uma "experiência". Se os resultados forem os esperados, compro bilhete para turística mas acabo por viajar em executiva, depois venho contar...

domingo, 29 de junho de 2014

O que vês na tua mesa, Mirone?

Sim, é verdade, podia estar a mostrar-vos o vejo da minha janela, mas já outros o fizeram*. Ainda assim, e porque sou estúpida que chegue, deixo-vos uma fotografia daquilo que me fará trocar o sol deste nosso jardim à beira mar plantado por uma semana de chuvinha chata. Oh, não, esperem! Diz que só na sexta é que vai chover.


* Também não estavam à espera que vos mostrasse um sunday brunch fotogénico, ou o teclado janota de um notebook rodeado de documentos importantes sobre os quais repousava displicentemente uma Princesse Grace de Monaco, pois não?

sexta-feira, 27 de junho de 2014

Física quântica, ubiquidade?

Ou porque tenho pena de não ser de ciências.

As fotografias que se seguem foram tiradas hoje à mesma hora, cerca das 12h45m, com poucos segundos de intervalo.





Ambos os canais, TVI e SIC, emitem programas em directo e,  também em simultâneo, alegam estar à conversa com o  militar da GNR que ontem foi condenado pelo homicídio de um menor e o seu advogado. 


É aqui, estimados leitores, que preciso da vossa sempre preciosa ajuda (bem sei, sou uma pedinchas, não faço outra coisa senão pedir-vos favores). 
Estando perto de uma televisão daquelas que viajam no tempo, esclareçam-me se algum dos canais fez referência ao facto de se tratar de uma entrevista gravada com umas horas de antecedência, antes que o meu cérebro estoure.

Agradecida.


Falemos de afagos ao ego

Jovem, tens mais de 18 anos e precisas de quem te afague o ego?
Não desesperes, o teu desejo está a poucos momentos de se tornar realidade. É muito fácil, o processo requer apenas três simples passos e os resultados são praticamente imediatos. Confias nas dicas do Mirone? Estás disposto a arriscar?

Atenta então no que precisas de fazer.

1. Cria o teu blog, não precisa de ser bom, só precisa de existir. Escreve qualquer coisa, a instruções de funcionamento do teu novo microondas, o rótulo de um shampoo, a lista de compras, podes inclusive juntar palavras escolhidas aleatoriamente no dicionário, só importa que escrevas. 
2. Espera alguns dias e consulta a caixa de spam dos comentários. 
3. Finge que acreditas no que leste.

Voilá! Sai um ego inflamado, a estalar, para o jovem blogger. Fácil e sem compromissos. Queres melhor que isto?

A seguir ao dos senhores que inventam as firmas para as empresas na hora, ser blog spammer deve ser o segundo trabalho mais divertido do mundo.

Hoje disseram-me isto:

Interesting blog! Is your theme custom made or did you download it from somewhere? A theme like yours with a few simple tweeks would really make my blog stand out. Please let me know where you got your design. Appreciate it Also visit my blog therapist in sacramento

Normally I do not read article on blogs, however I would likee to say that this write-up very compelled me to take a look at and do so! Your writing style has been surprised me. Thanks, very great post. my blog déménageur
I think this is one of the most important information for me. And i am glad reading your article. But want to remark on few general things, The website style is wonderful, the articles is really nice : D. Good job, cheers My site demenagement sherbrooke 

Agora vai por essa bloga fora e partilha a boa nova com os teus amigos.


quinta-feira, 26 de junho de 2014

Futurologia Mironiana

Tomem nota disto que vos digo. Apontem num caderninho, façam uma cruzinha na mão, enrolem um papelinho na aliança, colem um post-it no computador, ponham um lembrete no telefone, um iman no frigorífico (na última vez que escrevi isto correu-me tão mal), escolham o que vos parecer mais eficaz. Aqui vai!

Daqui a seis meses, não cinco, não sete, mas precisamente seis meses, a blogo será inundada por uma onda de arrependimento, um profundo sentimento de remorso, e muitas lágrimas correrão sobre o leite derramado. 

Não acreditam? Estão a rir-se? Então quando meio mundo se estiver a queixar do muito que comeu e bebeu nos últimos dois dias e do muito que ainda tem para comer e beber nos dias que se avizinham conversamos. Ou esquecem-se que o último a rir é o que ri melhor?

Parece impossível

"Mete" impressionante, pessoas! É que nem sei o que pensar da minha vida...

Uma mulher anda uns dias (pre)ocupada com coisinhas da sua vida, o blog anda um bocado à deriva e depois quando pensa voltar e agradecer a vossa a presença de pedra e cal por estas banadas apesar dos pesares com um post para lá de espectacular, vocês fazem-se de mortos?
A sério que não vos ocorreu nenhum comentário a respeito do meu post em tempo real? Acharam mesmo que aquilo era só um post chato e sem jeito nenhum sobre empreendorismo (social)?
Não esboçaram um sorriso, ainda que tímido, perante a hipótese de a vossa Mirone poder ser um observador privilegiado? Mirone? Observador privilegiado? Nadinha? Nem uma campainha lá ao fundo?

Caramba, estou pior do que imaginava,

Nota mental: Rever o meu conceito de humor com carácter de urgência!

quarta-feira, 25 de junho de 2014

Enquete, interacção com os leitores, auscultação pública e isso

Ontem fiz um bolo que não ficou colado à forma e a Mironinho quer decorá-lo com frutas. Eu, obviamente, não só não me oponho como lhe dou inteira liberdade criativa.
Tendo em conta o sucesso que foi o mítico post do bolo (300 comentários!), acredito que desta vez o blog descole definitivamente em direcção ao Blogo-Olimpo, ou deverei dizer bologo-olimpo?
Preciso da vossa opinião sincera, esclarecida e esclarecedora. Deixo-vos algumas questões que me inquietam.
1. Daqui a pouco vou buscar a miúda à escola e vamos para casa decorar o bolo. Devo postar foto do mesmo? 
2. Existe alguma vantagem (se houver desvantagens avisem-me que aborto já a ideia, este blog é o meu sustento e não me posso dar ao luxo de o perder) em associá-lo a alguma "ashtag" em especial? 
3. Deverei aderir ao instagram para potenciar o visionamento da fotografia do bolo em questão?
4. Devo solicitar a divulgação publicitária em massa no Facebook da referida fotografia?
5. Que valor vos parece sensato pedir a todos os que entretanto mostrem interesse na minha presença nos mais variados eventos, nomeadamente os culinários?
6. O que vos parece a ideia de lançar um livro sobre o bolo e a sua decoração, um relato emocionado, na primeira pessoa, da minha experiência?

Conto convosco. Muito e muito obrigada!


Atrasada, mas em tempo real

Muitos dias depois, quando o assunto do empreendorismo já não é tema em alguns sectores da bloga...

"Eu é mais bolos"

Ontem o Mirone fez uma ano. Tive um dia tão intenso que nem pude assinalar a efeméride com a pompa e circunstância que se deseja: sessão solene com discursos, entrega de medalhas, comendas e outras distinções, fanfarra e salva de tiros.
Hoje tenho outra festa de anos. Não vai haver sessão solene com discursos, medalhas, comendas e outras distinções, fanfarra e slva de tiros. Mas devia.


(Fiz um bolo e não ficou colado à forma. Vamos ver como corre a decoração.)

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Queda para a fotografia

Hoje em dia qualquer telemóvel tira fotografias com uma qualidade aceitável, adicionem-lhe uns filtros automáticos e já toda a gente pensa que é fotógrafo e tudo é fotografável. Tomemos como exemplo o sucesso de redes como o Instagram. 
Depois, existem aqueles que decidiram investir uns trocos numa boa máquina e que decidem disparar para tudo o que mexe, no meio de tanto disparo alguma fotografia há-de ficar boa. Se meter criancinhas sorridentes é meio caminho andado, tudo o que é pequenino tem graça e ninguém consegue resistir àquelas carinhas larocas. O passo seguinte é fazer um site, de preferência o nome seguido de photography, publicitá-lo nas redes sociais e temos artista "profissionalizado" a vender sessões fotográficas caríssimas, pejadas de maus planos e enquadramentos, um uso de luz sofrível e, seguramente, outros faux pas que o meu olho não profissional não detecta. Mais do mesmo, trabalhos iguais e enfadonhos que proliferam como cogumelos numa cave húmida.

Depois ainda há os fotógrafos a sério, com ideias diferentes, verdadeiramente inesperadas. Vi o trabalho de Sandro Giordoan aqui e fiquei encantada. Que lufada de ar fresco, tanta da cor, num mundo onde o preto e branco ainda é uma receita segura para o sucesso.  
Ora vejam a recrição de quedas aparatosas pela lente do artista.









Uma mulher não é de ferro

Depois olhas em redor, são quase três da manhã, já estás ali a distribuir sorrisos e senhas desde as cinco da tarde, a banda que começou a actuação com os êxitos do clã Carreira, da Rosinha, do Quim Barreiros e da Ivete Sangalo agora toca o rockão dos Guns 'n' Roses e Bon Jovi que tu não também não suportas, os bêbados estão de pedra e cal a tocar air guitar e a cantar numa língua que desconheces, "ó ui éfuei dé, uóó ivinóna pré/take máend ui eikinaisué, uóó ivinóna pré",  custa-te engolir, turva-se-te a vista, preferias não estar ali mas sabes que é o teu lugar, que daqui a uma hora já podes ir para casa, que amanhã, domingo, é o último dia e respiras fundo, sorris, entregas mais uma senha. Se tocarem UHF vais chorar.

Porque é que te metes nisto se sabes que o teu "melting point" é baixo, Mirone?

sexta-feira, 20 de junho de 2014

Já começou a silly season?

Para pôr fim às filas de utentes à porta dos centros de saúde durante as madrugadas com o propósito conseguirem uma consulta de urgência, a Entidade Reguladora da Saúde decidiu que os centros de saúde deverão assegurar uma consulta a todos os utentes que procurem uma consulta no próprio dia, estando previstas sanções pecuniárias para os centros de saúde que não o façam.
Sendo eu uma pessoa de capacidades muito limitadas, gostava que alguém me explicasse como é que esta "revolução" se vai processar. Partindo do princípio que o número de médicos nos centros de saúde se mantém (não li em lado nenhum que estejam previstas contratações de novo médicos), as consultas terão a duração de 30 segundos ou as senhoras da limpeza e os administrativos também vão dar consulta?

Por causa desta notícia.

Pior que treuze

Hoije.


Se fosse uma questão de pronúncia típica de uma região até passava, mas assim, só me arranha os ouvidos.

O quê?!

A taróloga da SIC está a fazer uma "macumba" em directo. Parecerá muito mal pedir à D. Creuza para aumentar o volume da TV?

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Os freak-shows estão de volta

Sou só eu a achar que isto é pouco dignificante para os anões? Não que não possam fazer tudo o que as pessoas mais altas fazem, mas porque a "novidade" do espectáculo se prende única e exclusivamente com o facto de serem anões.



Estava aqui a pensar

Se devia fazer um post sobre o vestido de noiva da Kim Kardashian (só hoje é que vi as fotografias do casamento, não tenho tempo para tudo), mas achei por bem ficar no meu cantinho, só a olhar, que é uma coisa que faço  muito bem.

O problema das pulseiras de elásticos

... é, querida Xaxia, uma mãe ceder aos pedidos da filha, porque sim senhor, desenvolve a motricidade fina, é uma forma de as crianças darem largas à criatividade, não suja nem desarruma muito, há modas piores, que mal tem? O problema é a criança decidir fazer pulseiras para oferecer à professora ou à médica, e nós acharmos que sim, que é um gesto de carinho, um amor, que é sinal de que a criança está feliz e gosta delas. O problema é a criança fartar-se ao fim de meia dúzia de elásticos e termos de ser nós a acabar as pulseiras (menos mal, uma pessoa distrai-se, encaremos a coisa como uma terapia, uma espécie de meditação). O problema é a criança oferecer a pulseira à médica e quando esta lhe diz "Oh, que gira! Foste tu que fizeste?", a criança, a quem sempre foi dito que mentir é uma coisa muito feia, responder muito sincera "Não, foi a mamã". O problema é a expressão da médica, "ah, pois,  a mãe também embarcou nessa moda", quando no seu olhar conseguimos ler perfeitamente " ah, coitada, deve ter uma vida tão infeliz". O problema é não termos ali ao lado um buraco para nos enterrarmos...

quarta-feira, 18 de junho de 2014

Uma de cada vez

Minhas senhoras, minhas senhoras, por favor, tenham isso presente, que são umas senhoras, vamos ter calma, não se atropelem. Bem sei que se avizinha um Verão quente, mas "o povo é sereno", não vale a pena brigarem para ser o ombro amigo do Xabi Alonso neste momento de infelicidade... até porque sabemos que isso não vai acontecer.

(Tenho cinco amigas no facebook aos pulinhos para confortar o senhor)

Pode repetir?

Duas amigas falavam sobre unhas:
- Faço ali ao lado das finanças, na escola de estética, é mais barato porque são as alunas que fazem, mas eu gosto e duram o mesmo tempo.
- Eu não posso ter nada disso, no trabalho não deixam.
- Pois, há trabalhos onde não se pode mesmo...
- Estou desertinha que a porra do contrato acabe. Hás-de ver, no dia a seguir vou logo fazer unhas de gel, com tips e uma de cada cor, vais ver se não vou.

Acabei de adquirir mais uns metros quadrados na espaçosa propriedade que possuirei no paraíso

Vou passar o próximo fim de semana numa "tasquinha", num arraial popular, no sábado das cinco da tarde até de madrugada, e no domingo, do meio dia às oito.
Dizem que vai chover.

"Can life get any better?"

terça-feira, 17 de junho de 2014

Porque vias o Verão Azul, Mirone?

Por causa do maravilhoso genérico, para melhorares as tuas modestas, quase inexistentes técnicas de assobio? Suspiravas pelo loiríssimo Javi? Gostavas mais do Quique ou do Pancho? Dos esquemas e bricadeiras do Tito e do Piranã? Para copiares a Bea, porque te revias na Desi? Duvido que fosse por causa do velho Chanquete.
Não. Nada disso. Via o Verão Azul para aprender espanhol, não fosse vo príncipe Filipe ter um sósia que se tombasse de amores por mim.
Caramba, porque é que me contentei com a ideia do sósia? Se me tenho concentrado do "original" hoje estaria a caminho da sua coroação.
Felipe, cariño, estoy tan orgullosa de ti. Mira, que hombre bellíssimo  estás! Lo supe desde siempre. Creo que estarás bien preparado para la misión que vas a cumplir. Serás un rey joven, moderno y cerca de la gente. Me quedaré aqui, mirando a tus sucessos...
Todos os dias são um excelente dia para mudar a nossa vida. Todos, mas mesmos todos.
Assim sendo, e havendo tantos dias por onde escolher, se pudesse não ser hoje, ficaria muito, mas muito feliz.

segunda-feira, 16 de junho de 2014

Alguém me explica

Porque é que o ar condicionado da minha sala decidiu perder o gás ontem à tarde, quando lá fora o termómetro marcava 39 graus, obrigando-nos a abrir todas as janelas para o cheiro sair (e a canícula entrar), forçando-nos a embarcar num passeio dos tristes ainda mais triste?


sexta-feira, 13 de junho de 2014

Que ciência explica isto?

A pessoa organiza-se para chegar a casa antes das seis da tarde para preparar um jantarinho só para adultos. A mesma pessoa lembra-se que precisa de comprar água, pão, azeite e pastilhas para a máquina da louça. A pessoa acha que são quatro coisinhas sem importância e que não vale a pena fazer uma lista. A pessoa dá-se por afortunada por ter um super-mercado por baixo de casa e não ter de andar a fazer grandes desvios.
A pessoa consegue estar em casa às seis horas e com as compras feitas. A pessoa dirige-se à cozinha e começa a arrumá-las antes de se agarrar às panelas.
A pessoa touxe:
- Cerejas da Gardunha;
- Nêsperas;
- Tomatinho cherry;
- Sabonete líquido;
- Pastilhas para a máquina da louça (menos mal);
- Queijo fresco;
- Guardanapos de papel;
- Água (confere);
- Película aderente;
- Iogurtes líquidos;
- Gelado de baunilha.

A pessoa lembra-se dos conselhos de quem sabe e começa por separar os ingredientes referidos na receita antes de começar a cozinhar, tudo muito organizado em cima da bancada, ao lado do fogão.

Cataplana de peixe e marisco

Ingredientes:
  • 400g de garoupa
  • 500g de ameijoa
  • 16 Camarões 40/60
  • 4 tomates grandes maduros picados
  • 2 copos de vinho
  • 2 cebolas grandes às rodelas
  • 2 dentes de alho picados
  • 1 folha de louro
  • Sal Q.B.
  • 1 Colher de sopa de polpa de tomate
  • 1 Ramo de Coentros
  • 1 Malagueta média sem sementes picada
  • AZEITE Q.B.

Porquêêêêêêêêê?'


Se eu não fosse tão esquisitinha até era capaz de gostar

Estava a ver o noticiário da hora de almoço e as reportagens sobre as festas de ontem, para ver se me inspirava a fazia um post alegre e bem disposto, mas  depois vi os empurrões, as bebedeiras e o lixo que ficou no chão e fiquei a modos que incomodada. Ainda não é este ano que começo a gostar dos arraiais dos santos populares.

Comunicado

Ficam pelo presente informados de que hoje vesti calças brancas e que gosto delas assim, brancas.
Queiram os interessados em estacionar o carro colado à porta do meu  de forma a que tenha de me esfregar no carro para entrar, ou em entornar café ou outros géneros alimentares perto da minha pessoa, ter em conta a informação que agora vos é transmitida.

quinta-feira, 12 de junho de 2014

Querida amazon.co.uk

Tendo oportunidade, pede aos teus donos que revejam as políticas de segurança que já é a segunda vez que o banco me bloqueia o cartão para compras em ambiente aberto por razões de segurança (dizem eles que o ando a utilizar em sites pouco seguros).

Agradecida

quarta-feira, 11 de junho de 2014

O saber e o poder

Saber que existem meios pouco transparentes é uma coisa. Saber que existem, ter poder na mão para os  alterar ou travar, e não o fazer é mau. Saber, ter o poder  para os alterar e ainda assim usar a miséria humana em proveito de contas para inglês ver, é inqualificável.

 Por causa disto.

Oh, que romântico...

Diz-nos,
Mirone, que destino romântico escolheu Mr Mirone para te levar num passeio a dois, aproveitando as mini-férias de Mironinho com os avós? Paris, Roma, Viena?





Mas tu não tens vergonha de te rir com a desgraça alheia, Mirone?

Eu, rir da desgraça alheia? Qual desgraça alheia? 
Aquela bofetada sonora de mão puxada bem atrás que a outra miúda deu no namorado engasgado, simplesmente porque estava sentada à sua frente e não lhe conseguia dar um palmadão nas costas e no meio da aflição foi a primeira coisa que lhe ocorreu? 
O que é que tem? Resultou, não foi preciso fazer-lhe a manobra de Heimlich, sujeita a partir-lhe uma costela por causa de uma torrada mal engolida.

Errr... Pois, tenho um bocado, não me devia ter rido. 
Mas não conhecendo nenhum dos protagonistas da cena, não sei se aquele namoro pode ser considerado uma desgraça, parece-me que já são vocês a fazer juízos precipitados. Isso dos juízos precipitados é que vos devia preocupar... calhando.

segunda-feira, 9 de junho de 2014

Queres partilhar connosco o momento alto do teu dia, Mirone?

Com muito gosto o farei. É sempre importante assinalar o dia em que um ilustríssimo sexagenário com quem nos relacionamos por motivos profissionais, sisudo até à última potência, a quem nunca vimos um sorriso nos conta que em tempos idos, há cerca de 50 anos, foi bailarino da Alunos de Apolo.

- O senhor, nos Alunos de Apolo?! Desculpe mas nunca pensei que gostasse de danças de salão.
- E pensa bem, não gosto mesmo nada. Foi um castigo que o meu pai me deu, tudo por casmurrice minha, e que durou perto de dois anos dois anos. Acérrimo defensor da máxima mens sana in corpore sano, acreditava que a par das melhores notas do liceu, os seus filhos deveriam ter uma actividade física complementar.  Ora eu, que gostava mesmo era de estar fechado no quarto, agarrado aos clássicos ou a resolver problemas aritméticos como quem faz palavras cruzadas, sabedor que era de que o meu pai jamais aceitaria um não como resposta, pensei que o demoveria de tal intento se lhe dissesse que a única actividade física que me apaixonava eram as danças de salão, "mas sabia que o paizinho, um homem sério e conservador, jamais o autorizaria", disse-lhe na altura. Os meus irmãos faziam remo e natação e era suposto que também eu praticasse um desporto viril. Acontece que o paizinho sempre foi um homem brilhante e percebeu perfeitamente que aquela resposta não passava de um pretexto idiota, alinhavado em cima do joelho, para não ter de praticar desporto. "Não seja por isso, meu rapaz, amanhã mesmo te acompanharei à Alunos de Apolo, se é danças que queres aprender, pois que o faças com os melhores".

Count Darcula?



Os primeiros são sempre os primeiros

Fizeram um poema para este blog. Nunca ninguém o tinha feito. A misteriosa Pipoca Arrumadinha reparou na lacuna e deitou mãos à obra. O resultado foi este:

«Neste blog»

Utilizem os vosso olhos lindos,
Que os meus não são de fiar,
É nestes tons decididos,
Que se quer apresentar.
Neste blog observador,
Com opiniões muito próprias,
Não há lugar para amador,
Nem para perguntas retóricas.
Todos lá podem deixar,
A sua modesta opinião,
Mas não a façam arreliar,
Ela tem bom coração.
Continue a escrever,
Tenha muita paciência,
O querer é poder,
E não lhe falta inteligência.

Muito obrigada, Pipoca Arrumadinha.

domingo, 8 de junho de 2014

Oom............

Está na hora de dar por acabado o estado de profunda meditação do frango que está no meu congelador desde a semana passada.


sexta-feira, 6 de junho de 2014

That´s the soundtrack of my life

Isto sim, diz-me tanto!

We go down to the indie disco every Thursday night
Dance to our favourite indie hits until the morning light
At the indie disco, the indie disco
At the indie disco, yeah

We've got a table in the corner that is always ours
Next to the poster of Morrissey with a bunch of flowers
We drink and talk 'bout stupid stuff
Then hit the floor for Tainted Love
You know I just can't get enough
Of the indie disco, the indie disco
At the indie disco, yeah

Give us some Pixies and some Roses and some Valentines
Give us some Blur and some Cure and some Wannadies
And now we're moving to the beat
And staring at each others feet
I wonder if she fancies me
At the indie disco, the indie disco
At the indie disco, yeah

And when it's over and I'm freezing on the night-bus home
I think of her and I sing the words to my favourite song (Oh Yeah)
She makes my heart beat the same way
As at the start of Blue Monday
Always the last song that they play
At the indie disco, the indie disco
At the indie disco, yeah



One hit wonders

De todos os one hit wonders alguma vez produzidos, sucessos estrondosos, únicos e irrepetíveis, ontem ouvi aquele que para mim representa a quintessência dos pirosos 80´s.
Não sei qual foi a receita usada, mas a verdade é que fiquei com a música a martelar-me dentro da cabeça que não descansei enquanto não fui ao youtube procurar o respectivo vídeo. Tinha a certeza de que iria ser tão bom ou melhor que a melodia propriamente dita. Não me enganou o instinto, talvez fossem memórias retidas inconscientemente. Estava lá tudo, as roupas, os penteados, a coreografia, meu Deus, a coreografia...Uma espécie de balde de água fria. Esperem, não é uma espécie, há baldadas de água fria no vídeo em questão. Que mais preciso de dizer?
What a feeling! "Kimossão"!


Tenham um bom dia, então.

Não vos levarei a mal se encherem a caixa de comentários com outros sucessos igualmente pegajosos (por pegajosos entendam-se aqueles sucessos que ficam a passar em loop na nossa cabeça, para nosso desespero). Amor com amor se paga...

quinta-feira, 5 de junho de 2014

Anónimo(a) de 5 de Junho às 12:52 e seguintes, este post é para si

Cá abracinho!
Quem era eu sem si?

Não me dá jeito nenhum, mas aqui vai

Logo hoje, que estou com estas calças amarrotadas e com uma bainha miserável. Tinham avisado com tempo e eu punha um vestido de gala, agora assim...


Tinha aqui um post tão jeitoso, mas olhem, paciência...

Um dos muito programas que vejo no meu filão inesgotável de inspiração, também conhecido por TLC, é o Miami Ink (também existe o LA Ink e o NY Ink), onde acompanho o dia-a-dia de uma loja de tatuadores, por sinal alguns dos mundialmente mais cotados nessa arte. 
Um desses artistas é o conceituado Ami James, tatuador experiente, que se destacou na arte de tatuar ao estilo japonês. Das suas mãos e agulhas saem algumas das melhores tatuagens da actualidade, verdadeiras obras de arte. 
Pois esse artista foi um dos convidados de honra do último Rock in Rio, onde teve a oportunidade de tatuar datas simbólicas, símbolos do infinito, bonequinhos amorosos e alianças no corpo dos nossos famosos, precisamente o tipo de tatuagens que ele mais abomina. A consagração de uma carreira, como às vezes se lê por aí. Tenho a certeza de que se convidassem o Mário Viegas para dar voz ao serviço de relógio da PT, ele também teria acedido de bom grado. "Ao segundo sinal serão treze horas, quinze minuos e trinta segundos".
Estava a pensar fazer um post sobre o assunto, mas tive de mudar de ideias. 
Parece que agora temos de publicar fotografias do que trazemos calçado. Sendo assim, até já. Voltarei em breve com a fotografia que se impõe.

Teria uma síncope

Não sei como terá reagido o senhor em causa, mas penso que só não teve vontade de mandar o filho para a China no primeiro avião que saísse, com bilhete só de ida, porque não era suficientemente longe.

Veja aqui a história do homem que ficou retido no aeroporto porque o filho deixou o seu passaporte no estado que a fotografia mostra.

quarta-feira, 4 de junho de 2014

Vamos brincar um bocadinho?

(brincadeira não aconselhável a quem enjoa, "diz que")

Abram o google.
Na barra de pesquisa escrevam do a barrel roll.

É só.

Num parque ecológico perto de si

(A meio da visita aos animais da quinta)

Criancinha adorável 1: Olha aquele burrinho lá ao fundo a andar às cavalitas do outro!

Criancinha adorável 2: Ah, não é nada andar às cavalitas. Estão a fazer cãezinhos. Foi assim que o Artur da avó pôs cãezinhos na barriga da minha Chanel. 

Professora: Quem quer ir alimentar as galinhas ponha o dedo no ar!

Boquiaber-ta

Vi esta imagem no Facebook. Digam-me, por favor, que é uma brincadeira, que não foi trabalho de profissionais, que é apenas um protótipo, para teste ou demonstração, que este cartaz nunca viu a luz do dia.




Day after

Sim, os meninos divertiram-se muito, sim, os pais conheceram-se melhor (principalmente os que não estão habituados aos circuitos das festinhas de aniversário), para as professoras e auxiliares somos mais do que a mãe do Manuel ou o pai da Maria, sim chegámos estourados. 
Se fizesse isto todos os dias era capaz de ter menos uns kilos. E muitos, mas muitos mais cabelos brancos. 
Raça de miúdos que só está bem a fazer disparates!



terça-feira, 3 de junho de 2014

Jerónimo!!!!!!!!!!!!

Porque a escola da Mironinho deseja, a par do ensino mais formal, oferecer às crianças um ambiente familiar, entendeu-se que a visita de estudo do terceiro período é o momento ideal para fortalecer os laços família/escola e os pais são convidados a acompanhar os filhos numa espécie de exercício de team building. 
Eis o que o dia de hoje me reserva.
Cinquenta criancinhas de 4/5 anos entusiasmadas em dois autocarros, os respectivos pais e educadoras, a cantar o hino da escola até à exaustão, a caminho de um parque onde nos espera um dia de escalada, slide, passeio de barco, e jogos diversos, muito contacto com a natureza, muita Primavera em flor. No regresso, muitas birras, muito cansaço.
Sim senhor, é divertido, sim senhor é bem pensado, mas hoje o que me apetecia mesmo era uma visita ao Planetário, sempre dava para fechar os olhos num lugar escuro e silencioso.
Bem-vindos ao maravilhoso mundo da rinite e sinusite.

segunda-feira, 2 de junho de 2014

Porque não sou invejosa, partilho esta informação

Se por acaso viverem numa rua onde, não obstante os sinais de estacionamento proibido e a presença frequente das autoridades a autuarem os prevaricadores, houver sempre carros estacionados em todo o lado, nomeadamente junto ao portão de vossa casa, tomem nota disto que vos vou dizer.

Num dia que estejam cheios de pressa porque têm uma consulta médica marcada numa cidade a 200 km de distância, e não tiverem tempo para esperar que o reboque venha tirar o carro que tem a traseira ligeiramente em frente ao vosso portão e optarem por tentar com mil manobras sair e rasparem ligeiramente o para-choques de um carro que estava mal estacionado, sem contudo causar qualquer dano no vosso carro, em vez de, por uma questão de honestidade, deixarem um cartãozinho com a vossa identificação e contacto, quando podiam seguir e fingir que não foi nada, liguem antes para a clínica onde têm a consulta a dizer que vão faltar ou chegar atrasados e de seguida chamem a polícia. Ficará sempre mais barato que uma coima de 120 euros que vos vão aplicar se o dono do carro mal estacionado em vez de vos contactar optar por entregar o dito cartãozinho à polícia.

Curiosamente

... a peça de teatro infantil marcada para as 17:00 horas começou às 17:42, quarenta e dois minutos depois da hora marcada, numa sala a encher-se de crianças impacientes desde as 16:45, porque a sessão solene de encerramento das XXXVII Jornadas de Teatro Amador, oito senhores a rasgar seda e em aplausos e bajulações mútuas, com uma chamada de atenção para a gravíssima e causadora de tremendo desconforto ausência do nome da entidade organizadora nos MUPIS de divulgação do evento (não se enviam provas antes da impressão dos cartazes?, pergunto eu), não podia de forma alguma ser acelerada ou encurtada. 

Só gostava de saber o que é que andam a discutir há 37 anos.