Falam-se línguas (translate)

terça-feira, 30 de junho de 2015

Adivinhem quem voltou

O Candidato Ninja!
Lembram-se do candidato Manuel 'Noray' Almeida, aspirante a um lugar na condução dos destinos de Vila Nova de Gaia? Este candidato-ninja:



O problema não é teu, é meu

A internet é um mundo e os sites de vídeos são outro mundo dentro dele. Pensem num tema, do mais comum ao mais bizarro, do mais inócuo ao mais ofensivo e ultrajante. Já alguém fez e partilhou um vídeo sobre o assunto.

O problema, repito, não é dos vídeos, é meu, que os vejo até ao fim.


Estou tão cansada...

Faltavam cinco minutos para as dez horas. A reunião estava marcada para as dez e não queria chegar atrasada. Era a primeira vez que iríamos estar juntas, precisava de causar boa impressão, muito boa impressão mesmo, afinal íamos discutir a dívida grega, não era um encontro para beber café e trocar trivialidades. Mr Mirone deixou-me à  porta e foi estacionar o carro no parque das traseiras. Esperei por ele nervosa. A manhã estava fria e húmida, e o nevoeiro cerrado não dava sinais de se dissipar nas próximas horas.
Mandaram-nos entrar para uma espécie de lagar ou oficina, era um lugar escuro, havia mesas de marceneiro com tornos pesados e, ao fundo, grandes pipas empoeiradas e um cofre de ferro pesado. Senti um arrepio. Olhei-me de alto a baixo. Trazia um vestido de praia cavado, de malha de algodão, que me chegava aos pés. Onde tinha eu a cabeça quando me vesti? Endireitei as costas, encolhi a barriga, ajeitei o cabelo e respirei fundo. Olhei uma última vez à minha volta e vejo-a entrar, majestosa, nas suas vestes senegalesas. O vestido colorido mostrava o seu corpo elegante e deixava à vista os seus ombros esculturais, na cabeça trazia enrolado um pano do mesmo tecido rematado num laço exuberante arquitectonicamente montado e que lhe cobria a totalidade do cabelo.
- Palmier?!!!!!
- Mirone?!!!!!
Nenhuma das duas contava encontrar a outra ali e ficámos verdadeiramente aliviadas. Discutir a dívida grega parecia agora um trabalho muito mais ligeiro. Palmier abriu uma caixa de ferramentas, tirou um corno comprido, aproximou-o da boca e pediu três cafés.
- Ainda bem que és tu, Palmy, fico tão mais aliviada. Enquanto os cafés não chegam posso ir ao carro buscar um casaco que estou gelada? Está mesmo aqui nas traseiras, não demoro dois minutos.
- Sim vai, os cafés ainda demoram uns minutos, gosto do meu café fresco, de grãos acabados de torrar e moer de forma tradicional.
Pedi a chave do carro a Mr. Mirone e deixei-os à conversa. Abri a porta e mergulhei num souk movimentado. Vagueei horas, não conseguia encontrar o estacionamento nem o caminho de volta e tinha tanto frio, sentia a pele dos braços levantada e um nó na garganta, o que seria dos gregos se não conseguisse voltar à reunião?

Acordei gelada. Esta noite escondo o comando do ar condicionado.

domingo, 28 de junho de 2015

sábado, 27 de junho de 2015

Parece que

... as redes sociais acordaram ontem para os os casamentos entre pessoas do mesmo sexo.

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Um polícia a dizer " é a circular, faxabor, a circular" é que era serviço

Não me incomodam nada os pais que depois de deixar os filhos na escola ficam uns minutos à conversa, até acho saudável esse tipo de socialização.
Mas se o pudessem fazer afastados das passadeiras para peões facilitavam-me a vida sobremaneira nos dias em que estou com mais pressa. A mim e a uma série de automobilistas, estou em crer. É que a pessoa avista duas ou três pessoas ali à beira da passadeira, abranda a marcha, pára, aguarda que atravessem, aguarda mais um pouco, e mais um pouco, devem estar a despedir-se, percebe que afinal não querem atravessar, continuam em amena cavaqueira, e decide iniciar a marcha. Normalmente acontece no preciso momento em que as pessoas que conversavam se decidem fazer "à zebra". Depois é vê-los a com olhares indignados a apontar.nos a passadeira.
 

quinta-feira, 25 de junho de 2015

'Tou fazendo arroz p'ra 8 pessoas!


Haja paciência

Prometi-lhe que a acordava mais cedo para pormos a mesa do pequeno almoço na sala. Quis flores, quis velas (?!), quis toalha grande e guardanapos de pano. Acedi. Pôs a mesa como entendeu. Liguei a máquina de café, levei os cereais, o leite, o sumo, o pão, o queijo, o fiambre e a manteiga para a mesa. Acto continuo larga num pranto, "Mas isto assim não é especial, é igual a todos os dias, só que na sala! Precisamos de uma coisa especial, um bolinho ou assim. Tu disseste que podiamos fazer um pequeno almoço especial!". Pois disse. Desci à padaria e comprei bolo inglês, o preferido do pai. Pus o bolo na mesa. "E panquecas?".

...



terça-feira, 23 de junho de 2015

Se eu disser que é para a praia fica menos ridículo?

Há uns tempos comprei uma túnica. No dia seguinte voltei à mesma loja e comprei uma igual mas noutra cor. Hoje passei pela mesma loja e estão em promoções. Há lá uma túnica de uma terceira cor a rir-se para mim...


Ainda não estreei nenhuma das outras.






As skinny jeans são o novo açúcar, não são?

Parece que o mundo acordou para os malefícios da roupa demasiadamente apertada.

Alguém avise as mais incautas que skinny não quer dizer três tamanhos abaixo.

segunda-feira, 22 de junho de 2015

sexta-feira, 19 de junho de 2015

Não percebo

As adolescentezinhas que usam maquilhagem mais carregada que um transformista quando saem à noite. Ninguém lhes explica que se querem usar um batom encarnado devem ter especial atenção à depilação do buço? Ou o look Frida Khalo está na moda?

Kim Young-un afirma ter descoberto a cura para a SIDA, Éboa e MERS


Daddy issues

Ou porque algumas mulheres gostam tanto de sapatos e roupa:

Ao telefone com Mr Mirone:
-Vou mandar-te umas fotos para o mail com umas coisas que comprei para a Mironinho, nada de especial, dois pares de sandálias e uns ténis. Também comprei umas t-shirts e uns calções. E um casaco, dá sempre jeito.




Mãe a entrar em ebulição em 3, 2, 1...




quinta-feira, 18 de junho de 2015

Alguns vestidos das 'red carpets' deviam vir com um letreiro a dizer "Este vestido está a ser usado por uma profissional, por favor não tente isto em casa"

Isso ou as pessoas serem menos crédulas quando compram as suas réplicas online. Na melhor das hipóteses eles vendem réplicas de vestidos, mas os vossos corpos não são um réplica daquele que vocês viram.



Mais réplicas manhosas aqui.

Quer dizer

a pessoa corre mundos e fundos para arranjar uma capeline amarela e hoje se conseguir ver o sol antes de ir buscar a miúda à escola já é uma sorte.

quarta-feira, 17 de junho de 2015

Que dilema!

Hoje apanhei tanto sol e tão forte, que estou indecisa quanto à forma como sairei de casa amanhã.

Se vestida de Diva Glamourosa com capeline amarelo Neuza, uma espécie de Senhora dos Ferrero Rocher, mesmo nos meses em que os Ferrero não estão à venda,

se munida de sombrinha de Noiva Retro-Romântica, toda eu languidez e rendas.






Não vale sugerir sombrero (a não ser que traga Margueritas incluidas).


terça-feira, 16 de junho de 2015

Não é bem duck face, é mais boca de beijinho

Então, senhores do Movimento Cívico José Sócrates, Sempre, não dava para escolher outra fotografia para os cartazes do Parque das Nações e Prior Velho? Não é que esteja mal, mas de certeza que havia outras com a boca "em repouso".

Mas aquilo de que gosto mesmo

É  de recordar das meninas que há pouco tempo acordaram para os malefícios do açúcar com a reportagem da SIC, que abraçaram o desafio dos 20 dias sem açúcar, que diariamente publicavam a fotografia do calendário do desafio devidamente riscado, que escreveram textos sentidos sobre a mudança que o mesmo operou nas suas vidas, que fizeram juras de amor eterno a esse novo estilo de vida que descobriram, não por vaidade, mas pela sua saúde, pelos filhos que querem ver crescer, (inserir violinos, passarinhos, coros celestiais, o que bem vos aprouver), dizia eu, que do que eu gosto mesmo é de as recordar e ver as fotografias que agora partilham nas mais diversas redes sociais a lambuzarem-se com farturas, bolas de berlim e crepes com nutella.


segunda-feira, 15 de junho de 2015

Hoje


Não é trágico, mas não deixa de ser triste

Aproveitei muito mal a minha gravidez, foi o que foi.
Quando me perguntavam se tinha desejos dizia que não, que isso eram caprichos, e na verdade não tive "desejos de grávida". 
Tenho-os agora, mas tenho vergonha de os expressar junto de Mr. Mirone a desoras.



Grávidas que me lêem, não cometam o mesmo erro, abusem dos pickles com natas se for isso que vos souber bem. Ou no leite creme, nunca se sabe.

sexta-feira, 12 de junho de 2015

Teorias da relatividade

No mesmo dia li duas notícias que me deixaram a fazer contas de cabeça.
61% da TAP valeram 354 milhões, mas o Estado português encaixa apenas 10 milhões de euros, indo a parte restante para o capital da companhia.
Os terrenos da Feira Popular irão a leilão por um preço base a rondar os 100 milhões de euros (a Câmara Municipal de Lisboa pagou 101 milhões por eles e espera encaixar com a sua venda cerca de 50 milhões de euros - vamos ver as ofertas).

Porque é que não fui eu a inventar isto?

Donos de cães que se sentem esmagados pelo peso da culpa, donos que se questionam sobre a falta de estímulo e actividade a que os vossos animais são votados durante o dia, enquanto vocês saem para trabalhar, pobres animais, o dia inteiro a aboborar e embrutecer, os dias de tristeza e amargura acabaram. Sorriam, respirem de alívio, os vossos animais estão bem entregues. 
Chegou a Portugal a Dog TV, um canal com conteúdos específicos para os cães que passam o dia fechados em casa. A programação proporciona-lhes momentos de exposição, estímulo e relaxamento alternados por forma a criar cães felizes e equilibrados. Eu não tenho cães e não prevejo ter num futuro próximo, ainda assim, estou verdadeiramente fascinada com este canal pago (temporariamente aberto, para lançamento do canal), mas tenho uns reparos a fazer. A grande maioria dos programas destina-se a maiores de 12, os mais novos não têm programas de estímulo ou exposição, o que me parece uma falha grave. É de pequenino que se torce o pepino e com os cachorrinhos não deve ser diferente.
Aos canais generalistas, em especial os do chamado serviço público, deixo uma sugestão: ponham os olhos nisto quando prepararem a próxima grelha, e aprendam o que é ter em conta as necessidades do espectador.

6.00 - 11.00 da manhã:  Relaxamento matinal - Conteúdo destinado a relaxar o seu cão. Reduz os níveis de stress e acalma-o através de música suave e efeitos visuais. (M12)
11.00 - 12.00: Exposição - Com a ajuda das mais avançadas técnicas da ciência veterinária, sons especiais e efeitos visuais proporcionam aos cães conforto e estímulos diferentes em cada dia. (M12)
12.00 - 13.00: Estímulo - Movimentos de câmara activos, animações excitantes, objectos que se movem e animais com sons e frequência apropriados ajudam a encorajar as brincadeiras dos cães, mesmo... (M12)
13.00 - 14.00: Relaxamento. (Todos)
14.00 - 15.00: Exposição. (M12)
15.00 - 16.00: Estímulo da tarde. (M12)
16.00 - 17.00: Relaxamento. (Todos)
17.00 -18.00: Exposição. (M12)
18.00 - 20.00: Tempo em família:Estímulo (M12)
20.00 - 21.00: Relaxamento noturno (M12)
21.00 - 23.00: Estímulo noturno (M12)
23.00 - 00.00: Relaxamento noturno (M12)
00.00 - 2.00: Relaxamento (Todos)
2.00 - 6.00: Tempo de Dormir (M12)




A culpa é terreno fértil para a chantagem emocional.


quinta-feira, 11 de junho de 2015

A triste verdade

é que ontem lavei a louça do jantar à mão por pura preguiça, não me apeteceu tirar e arrumar a louça lavada da máquina.

quarta-feira, 10 de junho de 2015

terça-feira, 9 de junho de 2015

Always look at the bright side of life

No fim de semana estivemos com um primo que há uns anos teve um acidente gravíssimo de avião e que comentou que desde o acidente os ossos acusavam todas as mudanças de tempo. A Mironinho quis logo meter o bedelho.
- Como é que caiu do avião, tinha a janela aberta e estava sem cinto?
- Não, Mironinho, o avião é que caiu comigo lá dentro. Eu desmaiei e o avião despenhou-se a pique. A parte da frente ficou completamente enterrada na terra comigo lá dentro, até às asas. Felizmente era terreno mole. Era um campo lindo de girassóis, muito abertos e todos virados para cima.

Como isto são só blogs

Suponho que a absolvição em tribunal (a pedido do MP nas suas alegações) de quem há uns meses foi completamente trucidado em alguns blogs não tenha igual destaque. É que já passou uma semana e ainda não li nada sobre o assunto.

segunda-feira, 8 de junho de 2015

Acabaram-se os Magnum e esteve uma caloraça abafada o dia todo

Apostei com Mr Mirone, perdi e tive de lhe ir buscar um sundae ao MacDrive.
Um filme de terror autêntico.
Fica longe de casa? Estava lá muita gente? Demoraram a atender-te?
Não, não, não. Só não contava é que o rapazinho que estava a anotar os pedidos enfiasse a cabeça dentro do carro para me perguntar o que queria e ficasse a respirar o meu ar enquanto anotava o pedido e me dizia o preço.
Fê-lo nos outros carros todos, não teve nada a ver comigo.






Moral da história: Nunca apostar com Mr Mirone quando o tema é música.

Toma lá que já almoçaste

A reunião acabou quase à uma menos um quarto.
A - Xiii, olhem as horas, uma manhã toda nisto, mas pronto, ficou tudo resolvido, que é o mais importante. 
B- Já nem vou ao escritório deixar a pasta, vou almoçar antes de chegar o pessoal que sai à uma da tarde. 
A - Eu também não, vou já para o "Manel". 
B - Pois, ainda por cima hoje é dia de arroz de pato e como à segunda há muitos restaurantes que fecham, ele enche num instante. 
C - Eh pah, eu também tenho de almoçar, e se vocês dizem que o Manel é bom... 
B - Então se quiserem eu ligo já e marco mesa para três para ser mais rápido.


Almoçou-se. O arroz de pato estava razoável. Antes de se pedir a conta:
C - Então muito obrigado pelo almocinho, ó B, estava tudo muito bom, da próxima vez que me apetecer arroz de pato já sei onde é que venho.


sexta-feira, 5 de junho de 2015

E não foi por falta de aviso

Ah e tal que futilidade estarem a preocupar-se com o que fulana leva vestido a um evento, não têm assuntos mais importantes para discutir?
Afinal não é bem assim, Marco Silva que o diga.




quinta-feira, 4 de junho de 2015

Isto sim, é classe!

Dei passagem a um peão na passadeira. Agradeceu-me com um aceno de cabeça e, acto contínuo, faz-se à zebra enquanto coça o olho por dentro*.





*enfia o dedo na narina e escarafuncha o mais fundo que consegue

O que realmente me interessa

Essa conferência de imprensa, sai ou não sai?



Já foste, Quaresma! Uma capa de revista tão bonita, que tanto sururu causou, e assim de repente, puff, eclipsou-se.

quarta-feira, 3 de junho de 2015

Saiu-me um humorista neanderthal na rifa

E para fechar o capítulo das maminhas.

Ao jantar pinguei a blusa.
- Que chatice, nódoas de azeite custam tanto a sair.
- Depressa, põe farinha que absorve a maior parte e depois o resto sai melhor na lavagem.
- ?!
- A sério, a minha mãe faz sempre isso.
- Pior não há-de fazer, vou buscar a farinha.
- Mas sem fermento, tem de ser sem fermento.
- Porquê?
- Porque se pões fermento aí ainda te leveda a mama.

Os Malucos do Riso não fariam melhor, só faltou rir-se com um ronco.

Stop the clocks!

A Mironinho tem uma prima 5 meses mais velha, que adora de paixão. Ainda assim, sentiu-se um nadinha enciumada quando ela fez seis anos.
-Pois, agora ela é mais velha, já vai poder mandar em mim.
Lá lhe expliquei que o seu receio era um disparate, que ninguém manda em ninguém e que o que importava era continuarem amigas, mas não me pareceu convencida.
Quis contudo o destino atenuar a sua inquietação, fazendo-lhe cair um dente precisamente um dia após o aniversário da prima, quando os desta nem sequer abanam. Oh felicidade suprema, iria à festinha da prima com uma 'gateira'! Dito e feito. Mal encontra a prima, rasga um enorme sorriso e aponta para o espaço sem dente.
- Já viste? Já me caiu um dente, e ainda só tenho 5 anos.
- Humpf, não quero saber. Sabes qual foi o presente que eu pedi à tia, sabes? Soutiens! E ela deu-me*! (Pausa) E estou a usar um!





* uns topzinhos interiores, nada de por aí além, mas a miúda adorou.


terça-feira, 2 de junho de 2015

"Pikenas" das selfies calientes no instagram e demais redes sociais

Antes de postarem um fotografia vossa em poses ousadas, espreitem isto, por favor.

Ando a remoer isto há semanas

E, nem de propósito, acabaram de me convidar para comer caracóis no próximo fim de semana. Acho que vou aceitar o convite.



"Esta é a primeira parte de uma específica acção de sensibilização contra o uso e exploração de caracóis, esses mesmos seres sencientes que são cozidos vivos e tão frequentemente consumidos nas épocas mais quentes do ano. Pretendemos alertar para o facto de que, assim como nós, estes animais sentem e por tal sofrem nas circunstâncias em que são instrumentalizados apenas para satisfazer o palato de quem os procura como petisco."

As convicções de cada um são uma coisa muito bonita, não haja dúvida.
 




Não é que não goste

do pão saloio, pão caseiro cozido em forno de lenha, do pão alentejano, das regueifas, do pão de centeio, dos pães com sementes, mas do que eu gosto mesmo, mesmo,  mesmo, é de um papo-seco com manteiga salgada. Quero lá saber dos malefícios das farinhas refinadas, nem sequer como papo-seco todos os dias.







segunda-feira, 1 de junho de 2015

Dia Mundial da Criança

Declaração dos Direitos da Criança

Proclamada pela Resolução da Assembleia Geral 1386 (XIV), de 20 de Novembro de 1959.

Preâmbulo
Considerando que os povos das Nações Unidas reafirmaram, na Carta, a sua fé nos direitos fundamentais, na dignidade do homem e no valor da pessoa humana e que resolveram favorecer o progresso social e instaurar melhores condições de vida numa liberdade mais ampla;
Considerando que as Nações Unidas, na Declaração dos Direitos do Homem, proclamaram que todos gozam dos direitos e liberdades nela estabelecidas, sem discriminação alguma, de raça, cor, sexo, língua, religião, opinião política ou outra, origem nacional ou social, fortuna ou outra situação;
Considerandoque a criança, por motivo da sua falta de maturidade física e intelectual, tem necessidade uma protecção e cuidados especiais, nomeadamente de protecção jurídica adequada, tanto antes como depois do nascimento;
Considerando que a necessidade de tal protecção foi proclamada na Declaração de Genebra dos Direitos da Criança de 1924 e reconhecida na Declaração Universal dos Direitos do Homem e nos estatutos de organismos especializados e organizações internacionais preocupadas com o bem-estar das crianças;
Considerando que a Humanidade deve à criança o melhor que tem para dar,
A Assembleia Geral
Proclama esta Declaração dos Direitos da Criança com vista a uma infância feliz e ao gozo, para bem da criança e da sociedade, dos direitos e liberdades aqui estabelecidos e com vista a chamar a atenção dos pais, enquanto homens e mulheres, das organizações voluntárias, autoridades locais e Governos nacionais, para o reconhecimento dos direitos e para a necessidade de se empenharem na respectiva aplicação através de medidas legislativas ou outras progressivamente tomadas de acordo com os seguintes princípios:
Princípio 1.º
A criança gozará dos direitos enunciados nesta Declaração. Estes direitos serão reconhecidos a todas as crianças sem discriminação alguma, independentemente de qualquer consideração de raça, cor, sexo, idioma, religião, opinião política ou outra da criança, ou da sua família, da sua origem nacional ou social, fortuna, nascimento ou de qualquer outra situação.
Princípio 2.º
A criança gozará de uma protecção especial e beneficiará de oportunidades e serviços dispensados pela lei e outros meios, para que possa desenvolver-se física, intelectual, moral, espiritual e socialmente de forma saudável e normal, assim como em condições de liberdade e dignidade. Ao promulgar leis com este fim, a consideração fundamental a que se atenderá será o interesse superior da criança.
Princípio 3.º
A criança tem direito desde o nascimento a um nome e a uma nacionalidade.
Princípio 4.º
A criança deve beneficiar da segurança social. Tem direito a crescer e a desenvolver-se com boa saúde; para este fim, deverão proporcionar-se quer à criança quer à sua mãe cuidados especiais, designadamente, tratamento pré e pós-natal. A criança tem direito a uma adequada alimentação, habitação, recreio e cuidados médicos.
Princípio 5.º
A criança mental e físicamente deficiente ou que sofra de alguma diminuição social, deve beneficiar de tratamento, da educação e dos cuidados especiais requeridos pela sua particular condição.
Princípio 6.º
A criança precisa de amor e compreensão para o pleno e harmonioso desenvolvimento da sua personalidade. Na medida do possível, deverá crescer com os cuidados e sob a responsabilidade dos seus pais e, em qualquer caso, num ambiente de afecto e segurança moral e material; salvo em circunstâncias excepcionais, a criança de tenra idade não deve ser separada da sua mãe. A sociedade e as autoridades públicas têm o dever de cuidar especialmente das crianças sem família e das que careçam de meios de subsistência. Para a manutenção dos filhos de famílias numerosas é conveniente a atribuição de subsídios estatais ou outra assistência.
Princípio 7.º
A criança tem direito à educação, que deve ser gratuita e obrigatória, pelo menos nos graus elementares. Deve ser-lhe ministrada uma educação que promova a sua cultura e lhe permita, em condições de igualdade de oportunidades, desenvolver as suas aptidões mentais, o seu sentido de responsabilidade moral e social e tornar-se um membro útil à sociedade.
O interesse superior da criança deve ser o princípio directivo de quem tem a responsabilidade da sua educação e orientação, responsabilidade essa que cabe, em primeiro lugar, aos seus pais.
A criança deve ter plena oportunidade para brincar e para se dedicar a actividades recreativas, que devem ser orientados para os mesmos objectivos da educação; a sociedade e as autoridades públicas deverão esforçar-se por promover o gozo destes direitos.
Princípio 8.º
A criança deve, em todas as circunstâncias, ser das primeiras a beneficiar de protecção e socorro.
Princípio 9.º
A criança deve ser protegida contra todas as formas de abandono, crueldade e exploração, e não deverá ser objecto de qualquer tipo de tráfico. A criança não deverá ser admitida ao emprego antes de uma idade mínima adequada, e em caso algum será permitido que se dedique a uma ocupação ou emprego que possa prejudicar a sua saúde e impedir o seu desenvolvimento físico, mental e moral.
Princípio 10.º
A criança deve ser protegida contra as práticas que possam fomentar a discriminação racial, religiosa ou de qualquer outra natureza. Deve ser educada num espírito de compreensão, tolerância, amizade entre os povos, paz e fraternidade universal, e com plena consciência de que deve devotar as suas energias e aptidões ao serviço dos seus semelhantes.

Como é que é, mães e pais extremosos?

Já encheram as vossas crianças de presentes,  reservaram aquele tempinho especial um lanche/jantar de fast food e muito amorrrrrrrrrrrrrrrrr? Ou têm um programinha mais estimulante para os pequenos reizinhos e rainhas?
É aproveitar que um dia não são dias! Ou então são...





Nada a declarar

A três meses de entrar no primeiro ano, a cinco de fazer seis anos, a criança cá de casa trata um dos nenucos com especial cuidado porque "ele é pampturo"*, vai buscar os iogurtes ao "frivorífico"**, gostava de ter "desompetidores"*** nos pés e nas mãos para poder andar nas paredes e tectos e hoje perguntou-se se alguma vez joguei ao verdade ou coincidência.
Normalíssima, portanto.




* prematuro
** frigorífico
*** desentupidores