Falam-se línguas (translate)

quinta-feira, 30 de julho de 2015

Pianoforte

Tirem-me o som das ondas do mar, o crepitar do fogo, o bulício das pracetas, as folhas secas sob os nossos pés,  calem-se os cucos, as gargalhadas dos que amo. Nunca um som fará tanto por mim como a ressonância da sua voz quando encosto a cabeça ao seu peito.

2 comentários:

  1. A sorte de ser menina do papá...
    Menina Mirone, que não lhe tirem nada e ninguém se cale.
    Bom dia,
    Outro Ente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sou mesmo. E é tãooooooooooooooooo bom.

      Eliminar