Falam-se línguas (translate)

quarta-feira, 19 de março de 2014

A psicologia há-de explicar

Não consegui pensar noutra coisa toda a manhã. Nunca vi os dois homens mais importantes na minha vida com a barba por desfazer. E isto há-de dizer muito mais sobre mim do que sobre eles.


3 comentários:

  1. Também. :D
    A verdade é que um e outro cortam barba, todos, todos mesmo, os dias, mesmo em férias, mesmo que estejam doentes. Quando o meu avô ficou doente e deixou de poder cortar a sua o meu pai (seu genro) é que lha fazia durante a hora de almoço. Um homem pode perder muita coisa, mas de banho tomado e barba cortada terá forças para nunca perder a dignidade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O meu pai cortou sempre a barba e já muito lá para o fim quando já lhe custava muito fazê-la como sempre a tinha feito, de lamina, é que aceitou uma máquina para facilitar a coisa (contrariado mas aceitou).
      Pareceu-me sempre que barba, caracter e dignidade andavam de braço dado.
      :)

      Eliminar