Falam-se línguas (translate)

terça-feira, 8 de setembro de 2015

Aceito encomendas

Estou tão "pro" a etiquetar e identificar material escolar que sou capaz de fazer um tutorial para o blog. É muita informação essencial, habilidade e talento juntos numa pessoa só. É preciso partilhá-las com o mundo.

14 comentários:

  1. Já eu... já eu, Mirone, precisava de algum desse jeitinho!

    ResponderEliminar
  2. Ui, fiz tantas. E na altura ainda se forravam os livros com papel autocolante! (Uma alegria imeeensa, porque além das bolhas de ar aquilo colava-se aos dedos).
    Mas, mas... tenho boas notícias: não vai durar para sempre. Entretanto, um canal no youtube talvez não fosse má ideia :)

    ResponderEliminar
  3. Calma, muita calma nesta hora, boa gente. Vejo que são centenas interessados num tutorial, de maneira que aqui vai:


    Como etiquetar material escolar em dois passos (método infalível):
    1. Imprima etiquetas como nome da criança;
    2. Cole-as ao material escolar, em local visível e que não interfira com a correcta utilização do mesmo.

    Pelos meus leitores, tudo!

    ResponderEliminar
  4. Ainda não começamos com isso. Nem me fales!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então, Uvinha, se precisares de dicas já sabes que podes contar comigo (o facto de teres muito mais experiência que eu é só um pormenor :))))))).

      Eliminar
  5. Tenho uma melhor. O filhote traz os livros de francês e matemática para encapar com plástico transparente não colável, mãe olha e vê que os antigos estão razoáveis, apenas um pouco sujos. Mãe passa uma toalhita bebé nas capas, coloca um pouco de fita cola num canto, troca as etiquetas dos nomes, et voilà

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tomarei a devida nota. :)
      (Já forrei os da mironinho com papel autocolante)

      Eliminar
    2. Eu se calhar não me expliquei bem. Os livros que ele trouxe este ano, o ano passado foram doutra criança logo já estavam encapados. Normalmente as capas já estão é todas destruídas.

      Por isso não se pode usar papel com cola, porque os pais do ano a seguir substituem as capas que já estão nos livros (excepto se por um acaso o miúdo traz um livro novo)

      Eliminar
    3. Ah... estou a começar a forrar os primeiros livros. Julguei que tivesses usado as capas dos livros do ano passado e as tivesses usado nos deste ano por ainda estarem boas.

      Por acaso pensei na questão da reutilização dos livros quando forrei os da Mironinho, mas como são livros do primeiro ciclo, com muitos exercícios no próprio livro, penso que não vão ficar em condições de passarem para outros meninos.

      Eliminar
    4. Olha por acaso outra coisa que eu achei porreiro este ano. No 1o e 2o ano os exercícios dos livros de matemática eram feitos no próprio livro que elese traziam no final do ano. Este ano, o 3o, os exercícios já não são feitos no livro mas sim no caderno, logo os livros de matemática a partir do 3o ano também são reutilizáveis

      Eliminar
    5. Acho muito práticos os livros que trazem um suplemento de exercícios. Assim, no ano seguinte, pode passar-se o manual principal e comprar apenas o livro de exercício. Tenho duas sobrinhas com dois anos de diferença que puderam reutilizar grande parte dos livros, os pais só tiveram de comprar os suplementos de exercícios.

      Eliminar
  6. Se me permites o conselho: agora que já és uma pessoa popular, ainda que de veias discretas, devias escrever um livro e editá-lo. Anota a encomenda que eu compro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sobre etiquetagem de material escolar?!
      (Acho que já só falta isso no nosso mercado editorial. Mas, note-se, sou consumidora ávida de tutoriais no YouTube, adoro um bom 'diaiuai')

      Eliminar
    2. Fui à wikipedia e vim de lá banzada! :
      "DIY é uma abreviação de Do It Yourself (do inglês faça você mesmo), que traduz um espírito anti-ideológico que teria surgido com a cena punk, pós-punk e movimentos underground, revelando ambos os conceitos de Monarquia como a causa Punk/Pos-Punk inglês, em paralelo ao idealismo pré-revolucionário Anarquista dos Anarco-punks, que se difundiam na midia materialista (consumista) a nivel mundial."

      Eliminar