Falam-se línguas (translate)

quinta-feira, 19 de março de 2015

Sinto o mais profundo desprezo

pelo ciúme.
O ciúme nunca pode ser saudável. O ciúme não pode ser necessário. O ciúme mortifica, diminui, consome, esgota. Não o quero para mim, não o quero para os meus.

11 comentários:

  1. Somos duas!
    Ella nunca acreditou naquela máxima de "se tenho ciúmes é porque gosto de ti". Não, é precisamente o contrário, se tem ciúmes é porque não gosta nem confia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E já pensaste na angústia permanente em que vive uma pessoa ciumenta? Para nãofalar na tortura que é viver com uma pessoa que vê segundas e terceiras intenções em todos os nossos actos.

      Eliminar
  2. Não sinto ciúmes e nem inveja. Vivo feliz.

    ResponderEliminar
  3. Não sinto ciúmes e nem inveja. Vivo feliz.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. If you're happy and you know it clap your hands!

      Eliminar
  4. Odeio o ciúme. Acho que o ciúme faz parte das pessoas que são inseguras e não tem confiança em si mesmas.

    ResponderEliminar
  5. Não tenho ciúmes, nem inveja, nem sou desconfiada.
    As pessoas ciumentas e desconfiadas , são muito infelizes e fazem os outros infelizes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São, não são? Fiquei a pensar no ciúme por causa do que me disseste ontem em tom de brincadeira, se devias preocupar-te. Eu alinhei na brincadeira e disse que sim, mas a verdade é que acho mesmo o ciúme um sentimento absolutamente cáustico, veneno poderosíssimo.

      Eliminar
    2. Olha, se eu fosse ciumenta e desconfiada! Estava aqui consumidinha dos nervos e ficava com muito mais trabalho porque teria que passar a fazer aquelas coisas todas que o meu marido faz com a filha.
      Mirone, Mirone, quem tem um blog tem uma responsabilidade social acrescida..:):):)

      Eliminar
  6. Querida Mirone,
    o conceito de ciúme é muito amplo, não? Todo o ciúme é mau? Não posso dizer que me seja sentimento totalmente alheio.
    Boa tarde,
    Outro Ente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Será amplo, na medida em que terá diferentes graus de intensidade, Outro Entre, mas em meu entender, pela sua natureza, todo o ciúme é mau, como toda a inveja é má. Será, consoante o grau e a forma de manifestação mais tolerável ou não, mas é mau.
      Não há, para mim, ciúme bom ou ciúme necessário. Haverá uma necessidade de perceber o nosso desejo de atenção por parte do outro, haverá necessidade de expormos pontos de vistam haverá até lugar para questionar a relação, se faz sentido, se deve continuar, se precisa de se reiventar. Mas o ciúme, a desconfiança, é um veneno, mata-nos por dentro e mata quem nos ama. Se o outro não nos ama, além de mau, porque nos consome, o ciúme é inútil, não fará o outro amar-nos mais.
      Evidentemente o ciúme não me é alheio, mas combato-o o mais que posso.

      Eliminar