Falam-se línguas (translate)

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Sorte a vossa que não sou eu que mando no mundo, senão

As praias teriam todas extensos areais brancos, desertos, mas com estacionamento alcatroado "à porta" e um apoio de praia estupendo,  não haveria nem vento nem nevoeiro cerrado até meio do dia e a água não estaria capaz de me arrancar as unhas dos pés de cada vez que os molhasse.

Sim, eu sei, são gostos só meus, mais ninguém se queixa do mesmo. Ainda bem que não sou eu a mandar no mundo, não é?

PS - e havia de estar sempre bandeira verde...

2 comentários:

  1. E fazias uma praia dessas aqui em bué longe, para os expatriados? Pleeeeeeeeeeeeeeeeeease...
    (aceitas subornos?)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se fosse eu a mandar eram tooooooooooooooooooooodas, até as do estrangeiro, assim. :DDDDDDDDDDD

      Eliminar