Falam-se línguas (translate)

terça-feira, 24 de setembro de 2013

A volta ao blog em 90 dias

Este blog existe há 3 meses, 90 dias, horas, não sei muito bem, mas a foi a meio da manhã... Na minha cabeça existe há outros tantos, nunca foi coisa que planeasse, em que pensasse, que desejasse muito. Simplesmente num dia, depois do meu "passeio" matinal pela blogolândia, decidi que também podia ter um blog. Do pensamento aos actos foram precisos pouco mais que trinta minutos. Leitores e leitoras, apresento-vos o Mirone, um blog sobre nada! 
Não se pode dizer que seja uma obra prima, mas é a minha obra primeira, com todas as vantagens e desvantagens daí decorrentes. Continuo a ter o péssimo hábito de não rever textos que escrevo por impulso e de fugida, quando tenho tempo e se me apetece (felizmente é um blog sobre nada, não preciso de assunto). Depois irrito-me porque deixei passar um erro grave, de ortografia ou de sintaxe e digo que não pode ser, que são meia dúzia de minutos, que não custa nada, que é uma questão de brio e nos próximos dois ou três posts tenho algum cuidado. Mas passa-me depressa e volto a escrever directamente no blogger, sem pensar, só porque me lembrei de uma conversa, de um lugar, de uma pessoa, porque é assim que gosto. Gosto da liberdade de escrever sobre a primeira coisa que me ocorrer, sem regras, sem planos, sem filtros (às vezes sinto que me faz falta uma certa dose de auto-censura, de freio nos dedos), sem pensar no que poderão pensar os leitores.
Os leitores. Neste campo, o blog revelou-se uma verdadeira caixa de surpresas. Este blog trouxe-me leitores fantásticos, que não me conhecem e que eu não conheço e que ainda assim escolheram ler os meus textos para ocupar o seu tempo. E trouxe-me leituras que nunca esperei (e não esquecerei). Todos têm a minha gratidão, o meu respeito e admiração, sem excepção, do mais simpático, educado e divertido até ao anónimo que de vez em quando gosta de aqui vir despejar a alma. A esse admiro-lhe a capacidade que tem de debitar idiotices por metro quadrado. No campo da idiotice, rendo-me às evidências, dá-me, como dizia o outro senhor, quinze a zero. Uma surpresa para mim, que me achava uma pessoa muito dotada nessa área. 
E é isto, o tempo passa a correr (Mirone, a constatar o óbvio desde Junho de 2013). Foram 90 dias, cheguei a duvidar que aguentasse 9, mas enganei-me e quase 200 posts depois, estou aqui de pedra e cal, firme e hirta, como uma barra de ferro ( será que o mago Alexandrino lê este blog?).

10 comentários:

  1. Parabéns pelos noventa. Estás a ficar velhota eheheh.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh sim, 3 meses, um dinossauro da blogolândia! :D

      Eliminar
  2. Deve ser a isto que se referem quando falam de baby blogs!
    Parabéns ao piqueno, continue a falar-nos sobre nada, que nós adoramos! Sei lá.

    ResponderEliminar
  3. Depois de 90 dias, continuo aqui!

    Venham mais 90 :)

    D.

    ResponderEliminar
  4. Parabéns Mirone!!!! Quem te viu e quem te vê...
    Ainda me lembro de andar contigo ao colo.

    ResponderEliminar
  5. Ahahah, parece que te estou a ver, todo roxinho, em esforço comas têmporas prestes a explodir, a tentar carregar-me ao colo e sem me onseguires mover um milímetro que fosse. Obrigada pelo colo!

    ResponderEliminar