Falam-se línguas (translate)

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Sai um anti-histamínico!

Quem nunca deu erros ortográficos que atire a primeira pedra, já que eu não a posso atirar, mas heis, caiem, saiem?!

Que comichão, senhores, que comichão...


7 comentários:

  1. :)
    Bom, eu também não posso atirar, já que de vez em quando me espalho ao comprido. Tão graves como os exemplos que deste, não, mas outros mui lindos que invento em dias de inspiração.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Num mural perto de si:

      "Depois de um Verão em quase não fui à praia heis que o S. Pedro me troca as voltas. As primeiras gotas de chuva grossa caiem e as nuvens escuras no horizonte não auguram nada de bom para a caminhada à beira mar que tinha planeado. Saiem-me sempre os planos furados."

      Eliminar
  2. Gosto muito de a ler, divirto-me imenso, mas no melhor pano cai a nódoa: verbo cair, no presente do indicativo, terceira pessoa do plural - caem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E o mesmo vale para o verbo sair, que na terceira pessoa do plural do presente do indicativo se diz saem.
      Dou vários erros, e alguns são bem mais graves do que os que indiquei, daí não ter legitimidade para lançar pedras, mas não escrevo heis, saiem nem caiem. Este post era um desabafo sobre três erros que encontrei numa publicação de um mural de FB.
      Muito obrigada pela companhia. :)

      Eliminar
    2. Pois, na verdade fiquei tão agoniada com «heis» que parei ali. Só depois percebi que o «caiem» fazia parte da citação. Lição a tirar: tenho de ler tudo bem até ao fim!...

      Eliminar